PUBLICIDADE
Topo

Por que Flu mantém tranquilidade em "negócio confuso" por Wellington Silva

do UOL

Caio Blois e Marinho Saldanha

Do UOL, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

14/01/2020 21h22

O Fluminense tem uma situação bem encaminhada pelo retorno do atacante Wellington Silva. Entre o jogador e o clube está praticamente tudo fechado. A negociação, entretanto, é um pouco confusa. O jogador pertence ao Tricolor até junho de 2020, e foi emprestado até o fim do seu vínculo ao Internacional. O Colorado não pretende utilizá-lo, mas ainda não acenou com uma liberação.

O atacante de 27 anos, por outro lado, não pode ser negociado com nenhuma outra equipe, já que qualquer transação necessita de anuência do Flu, dono de seus direitos econômicos. E o Tricolor, interessado em seu retorno, não pretende aceitar negócio com nenhuma equipe. O Bahia, o Fortaleza e o Ceará sondaram o atleta, mas não houve acerto.

Com algumas mudanças no elenco a partir da chegada do novo técnico Eduardo Coudet, o Internacional não pretende, a princípio, utilizar o jogador, mas demora a liberá-lo. A situação, entretanto, não é muito favorável aos colorados: o máximo que o clube conseguirá, a princípio, é tê-lo até julho.

Wellington Silva já pode assinar um pré-contrato e, com o negócio adiantado com o Fluminense, tende a retornar às Laranjeiras de todo jeito, o que é seu desejo, tanto pelo carinho pelo clube que o formou, o que sempre demonstrou, além da boa relação com o técnico Odair Hellmann, que pediu e fez contatos com o atacante por sua contratação.

Enquanto o Inter não o libera, o Flu, que possui boa relação com a diretoria colorada, se mantém em compasso de espera. O Tricolor se reforçou no setor com Caio Paulista, Felippe Cardoso e Fernando Pacheco, e ainda deve anunciar nos próximos dias a contratação do uruguaio Michel Araújo. No elenco, há ainda Marcos Paulo, Pablo Dyego e Evanílson para a posição.

Esporte