PUBLICIDADE
Topo

Nicolás Jarry é suspenso provisoriamente por doping

14/01/2020 14h47

Londres, 14 jan (EFE).- O tenista chileno Nicolás Jarry, atual número 78 no ranking mundial, foi suspenso provisoriamente após testar positivo no controle antidoping por substâncias proibidas durante a disputa da Copa Davis, em Madri.

Na amostra de urina de Jarry foram identificadas ligandrol e estanozolol, duas substâncias proibidas pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês). A Federação Internacional de Tênis anunciou a suspensão nesta terça-feira.

"Este é um dos momentos mais difíceis que já enfrentei na minha vida. Os níveis dessas substâncias são incrivelmente baixos, equivalentes a um trilhonésimo de grama, níveis tão baixos que nenhuma substância poderia ter me proporcionado qualquer benefício para melhorar meu rendimento", defendeu-se Jarry nas redes sociais.

"Quero deixar claro que nunca tomei nenhuma substância proibida de propósito na minha carreira e, na verdade, sou completamente contra o doping. Nos próximos dias vou dedicar todo o meu tempo e energia a descobrir de onde vêm estas substâncias, para que a minha equipe jurídica e eu possamos deixar esta situação bem clara", acrescentou.

O tenista, de 24 anos, entregou a amostra de urina no dia 19 de novembro. Em 4 de janeiro, foi acusado de quebrar as regras antidoping e, nesta terça-feira, suspenso provisoriamente.

"Além de provar minha inocência, quero usar o que está acontecendo comigo como um exemplo para todos os jovens atletas no futuro, para que casos como este nunca mais aconteçam. Digo isto porque parece um caso de contaminação cruzada de um multivitamínico fabricado no Brasil, que meu médico recomendou que eu tomasse, já tinha a garantia de não possuir substâncias proibidas", explicou. EFE

Esporte