PUBLICIDADE
Topo

Bartomeu lamenta processo de demissão de Valverde e não descarta Xavi

Josep Maria Bartomeu falou sobre Ernesto Valverde durante coletiva de apresentação de Quique Setién no Barcelona - Albert Gea/Reuters
Josep Maria Bartomeu falou sobre Ernesto Valverde durante coletiva de apresentação de Quique Setién no Barcelona Imagem: Albert Gea/Reuters
do UOL

Do UOL, em São Paulo

14/01/2020 11h39

Na entrevista coletiva de apresentação do técnico Quique Setién no Barcelona, o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, lamentou o processo de demissão de Ernesto Valverde, considerado por ídolos do clube como falta de respeito.

Quando o assunto foi o ex-técnico do Barça, Bartomeu também admitiu que as conversas com outros treinadores estavam em sigilo nas últimas semanas.

"Eu gostaria de ter feito as coisas de maneira diferente. Nosso modo de agir não é o que vimos. Conversamos com muitos treinadores porque é nossa obrigação. Estava em segredo. O gosto é ruim, porque Ernesto é uma pessoa com quem conversamos de uma maneira boa, mas havia deficiências".

Ao ser questionado se havia sido injusto com Valverde, Bartomeu despistou e ressaltou a boa relação com o agora ex-técnico do Barça.

"Reitero que conversamos com discrição há algum tempo, mas saiu um nome que não deveria ter saído. Nas últimas semanas, a dinâmica não foi boa. A equipe esportiva conversou com ele. Ele estava ciente de tudo e achamos melhor dar um impulso à equipe".

Xavi no futuro?

O nome do ex-atleta Xavi Hernández, que foi cotado para assumir o Barcelona há dias, mas rejeitou uma proposta para o cargo, não foi descartado por Bartomeu no futuro.

As próximas eleições no clube, marcadas para 2021, podem colocar o principal opositor à gestão de Bartomeu no poder e, com isso, ameaçar Setién no cargo, abrindo caminho para o ex-meio-campista.

"Setién tem contrato até 2022, mas como há eleições, há uma cláusula para que o próximo presidente possa decidir sobre isso", afirmou o dirigente.

Esporte