PUBLICIDADE
Topo

Jean Mota elogia Sampaoli, mas diz que saída "não pesa" para o Santos

Jean Mota, meia do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Jean Mota, meia do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC
do UOL

Do UOL, em São Paulo

11/12/2019 21h44

Jean Mota foi respeitoso com Jorge Sampaoli, mas disse que a saída do treinador não deve pesar ao Santos. Por outro lado, ele espera que o clube busque um substituto com filosofia parecida.

"Não pesa quando se trata do Santos. Todos os jogadores que vestem essa camisa fazem isso com seriedade. No começo do ano, muito se falava que o Santos brigaria na parte de baixo da tabela, e a gente provou o contrário. Claro que o Sampaoli foi importante, mas chegando um treinador com a mesma filosofia a gente pode fazer outro bom ano", disse ele ao "Fox Sports".

A declaração foi feita antes do jogo beneficente "Natal Sem Fome", promovido pelo técnico Narciso e realizado na Vila Belmiro. Jean Mota foi escalado como substituto do atacante Marinho, seu companheiro de Santos, que foi desfalque de última hora na partida festiva.

A ideia de Jean Mota é evoluir em 2020. "Venho trabalhando para isso. A gente respeita o treinador, ele tem a filosofia dele e optou pela rotatividade. É o jeito dele. No começo, a gente não entendia, mas é algo que deu certo. Eu tenho procurado aprender muito com este segundo semestre para que, no ano que vem, eu possa fazer os dois semestres excelentes", concluiu.

Léo, ex-lateral do Santos, foi outro a se manifestar sobre a saída de Sampaoli. Ao contrário de Jean Mota, que teve visão otimista, o ídolo alvinegro demonstrou preocupação. "Agora fica uma tremenda de uma incógnita, né? Como torcedor, a gente fica preocupado. A gente espera que venha um treinador que mantenha essa filosofia", afirmou.

Esporte