PUBLICIDADE
Topo

Ainda sem Flamengo e Liverpool, Mundial terá início nesta quarta no Catar

10/12/2019 16h24

Redação Central, 10 dez (EFE).- O Campeonato Mundial de Clubes, que tem Flamengo e Liverpool como atrações mais badaladas, terá início nesta quarta-feira, com duelo entre o Al-Saad, representante do Catar, país-sede, e o Hienghène Sport, da Nova Caledônia, atual campeão da Oceania.

O pontapé inicial da competição será às 14h30 (de Brasília), no estádio Jassim bin Hamad, em Doha. A partida definirá o adversário do Monterrey, do México, nas quartas de final. Por sua vez, a equipe que passar desse confronto posterior, encarará o atual campeão europeu.

O Al-Saad, que garantiu vaga no torneio por ser o detentor do título do Campeonato Catariano, chega para a segunda participação no torneio. Em 2011, no Japão, a equipe foi às semifinais, perdeu para o Barcelona - que ficaria com o título ao bater o Santos -, depois derrotou o Kashima Antlers nos pênaltis e acabou em terceiro.

Para a edição deste ano, o anfitrião da competição chega mais badalado, já que é treinado pelo espanhol Xavi Hernández, um dos maiores ídolos da história do Barça, que encerrou a carreira jogando pelo Al-Saad. O elenco ainda conta com o meia Gabi, também espanhol, como maior destaque.

O Hienghène Sport, por sua vez, estreia no Mundial de Clubes, após histórica conquista da Liga dos Campeões da Oceania, em que superou na decisão o compatriota Magenta. Esta será a primeira vez que um time da Nova Caledônia participa do torneio.

O novato na competição tem como técnico o taitiano Félix Tagawa e conta com um brasileiro, o lateral-direito Marcos Paulo, de apenas 21 anos, que chegou em setembro ao clube. O jovem disputou duas edições da Copa São Paulo de Juniores, em 2016 e 2018, pelo Marília, do interior paulista.

Na outra chave do torneio, que só cruzará com Al-Saad, Hienghène Sport, Monterrey e Liverpool em uma eventual decisão, está o Flamengo, que encerrou jejum de 38 anos na Taça Libertadores, ao vencer o River Plate, e disputará pela primeira vez a competição desde que a Fifa assumiu a organização.

O Rubro-Negro chegará embalado em um dos melhores anos da história, já que a conquista do título do Campeonato Brasileiro veio com antecedência de quatro rodadas, curiosamente, um dia depois de erguer o troféu da competição continental.

O time comandado pelo português Jorge Jesus, que conta com o goleiro Diego Alves, os laterais Rafinha e Filipe Luís, os meias Gerson, De Arrascaeta e Everton Ribeiro, além dos atacantes Gabriel e Bruno Henrique, ainda não conhece o adversário na semifinal, que acontecerá no dia 17.

Pela frente, o Fla terá o Al-Hilal, da Arábia Saudita, última equipe comandada por Jesus antes da vinda ao Rio e que conquistou o título da 'Champions' asiática, ou o Espérance, da Tunísia, que ganhou a Liga dos Campeões da África recheada de polêmica, após decisão com o Wydad Casablanca, do Marrocos. EFE

Esporte