PUBLICIDADE
Topo

Árbitro relata tumultos em jogo do Cruzeiro, e Mineirão critica vandalismo

do UOL

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

08/12/2019 22h36

O árbitro Marcelo de Lima Henrique relatou os inúmeros atos de vandalismo antes, durante e depois da derrota do Cruzeiro por 2 a 0 contra o Palmeiras, que decretou o inédito rebaixamento da equipe mineira à segunda divisão.

Marcelo precisou interromper a partida aos 40 minutos do segundo tempo, alegando um tumulto generalizado atrás de um dos gols. O árbitro ainda relatou tentativa de invasão de campo e o arremesso de bombas, copos de água, lata de bebidas e cadeiras próximo à área técnica da equipe celeste.

Após quatro minutos de paralisação, o árbitro disse ter observado o aumento do número de bombas e cadeiras arremessadas. Então, Marcelo entrou em contato com o chefe de policiamento da partida e comunicou aos capitães dos clubes que o jogo estava encerrado.

O perfil do estádio Mineirão também publicou imagens da destruição feita pelos torcedores no estádio. Além das cenas no interior das arquibancadas, os banheiros, monitores e outros aparelhos também foram danificados no estádio.

Esporte