PUBLICIDADE
Topo

Bragantino negocia com a Globo, mas quer ser chamado de Red Bull na TV

Red Bull Bragantino foi campeão da Série B e chega à elite do futebol brasileiro com um orçamento milionário - Divulgação/Bragantino
Red Bull Bragantino foi campeão da Série B e chega à elite do futebol brasileiro com um orçamento milionário Imagem: Divulgação/Bragantino
do UOL

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

06/12/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Bragantino negocia direitos de transmissão com a TV Globo e espera ser chamado de Red Bull Bragantino em 2020
  • Clube mudou o nome de forma oficial e essa é uma das justificativas para o seu desejo. Eles querem fortalecer a marca no esporte brasileiro
  • Emissora não costuma citar marcas ligadas a times ou locais. No entanto, já sinalizou com a possibilidade de mudança no próximo ano

O Red Bull Bragantino negocia com a Rede Globo os direitos de transmissão de suas partidas em 2020, conforme revelado pelo blog do Marcel Rizzo. Com a promessa de ser uma potência do futebol, o clube espera que a detentora dos direitos de transmissão utilize seu nome atual durante os jogos. Inclusive, este é um tema abordado nas conversas entre as partes.

O principal argumento do time paulista é a troca do nome do clube, que hoje é a fusão de duas equipes: Red Bull Brasil e Bragantino. Com a nova nomenclatura —Red Bull Bragantino—, a diretoria deseja fortalecer a marca no ano seguinte. Por isso, há tratativa sobre a utilização do nome oficial. A diretoria já sinalizou a intenção à cúpula da emissora

A Globo não costuma citar equipes ou locais com nomes de marcas. O estádio Allianz Parque, por exemplo, é chamado de Arena Palmeiras em seus canais de comunicação. A Red Bull Racing, equipe de Fórmula 1 da mesma companhia, é chamada de RBR durante as transmissões. Mesmo com a resistência evidente, o grupo televisivo se mostrou mais aberto em relação ao atual campeão da Série B do Campeonato Brasileiro.

A aproximação entre as partes durante 2019, quando a equipe chegou ao título nacional, é fundamental para a mudança do tratamento. O clube aposta nisso para chegar a um acordo com a emissora visando o próximo ano.

As partes não dão detalhes por se tratar de uma negociação que demanda tempo, mas o UOL Esporte apurou que há a possibilidade de mudança na política da emissora. O fato, no entanto, ainda segue discutido e deve se arrastar até o início da temporada seguinte do futebol brasileiro.

Esporte