PUBLICIDADE
Topo

Após incerteza, co-main event do UFC Washington entre Calvillo e Rodriguez é confirmado

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA) e Gaspar Bruno, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

06/12/2019 14h32

Após alguns momentos de incerteza depois da pesagem oficial do UFC Washington, o co-main event do show - que será realizado neste sábado (7) - foi confirmado. O duelo entre Marina Rodriguez e Cynthia Calvillo correu o risco de não acontecer por conta da falha da americana na balança, onde ficou dois quilos acima do limite estabelecido pelo peso-palha (52 kg). Porém, para a alegria dos fãs, os envolvidos chegaram a um acordo e o combate será realizado, de acordo com a apuração da reportagem da Ag. Fight com fontes próximas à negociação.

Duas reuniões foram feitas com os representantes das atletas até que se chegasse ao acordo final. Com o sim dado por Marina para a realização da luta, ela receberá 30% da bolsa de Calvillo, maior valor de multa permitido pela Comissão Atlética local. Na encarada protagonizada pelas atletas logo após a pesagem oficial, ainda sem a confirmação do combate, a brasileira, visivelmente incomodada com a infração da adversária, fez o sinal de quatro com as mãos, em alusão aos quatro pounds (mais de dois quilos) acima do limite com os quais a rival subiu à balança.

Em conversa exclusiva com a reportagem da Ag. Fight, Justin Buchholz - treinador de Cynthia Calvillo - justificou a falha na balança de sua pupila nesta sexta-feira (6). De acordo com ele, a americana teve dificuldades em cortar peso por estar em período pré-menstrual e passou por um "inferno" nesta semana. O técnico ainda fez questão de agradecer à brasileira por ter aceitado o confronto com sua aluna.

Atual nona colocada no ranking peso-palha feminino do UFC, Marina Rodriguez já havia demonstrado descontentamento durante a semana ao sugerir que gostaria de encarar uma rival mais bem ranqueada, o que não é o caso de Calvillo, que ocupa uma posição abaixo da brasileira na lista. A gaúcha, ainda invicta em sua carreira no MMA profissional após 13 confrontos, busca sua terceira vitória consecutiva pela organização.

Esporte