PUBLICIDADE
Topo

Após derrotas, Renato 'Moicano' planeja se testar no peso-leve contra rival renomado

Neri Fung, em Niterói (RJ)

Ag. Fight

05/12/2019 14h55

Vindo de duas derrotas para lutadores melhor ranqueados e, momentaneamente, sem conseguir atingir o topo da lista top 15 peso-pena (66 kg) do UFC, Renato 'Moicano' se viu em uma encruzilhada. A solução encontrada foi mudar o planejamento de sua carreira e se testar na categoria de cima. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o brasileiro revelou que pretende realizar sua próxima luta no peso-leve (70 kg) e descobrir se o menor desgaste no corte de peso pode ser benéfico para seu desempenho.

A mudança de categoria, segundo 'Moicano', já vinha sendo sugerida por seus treinadores e representantes há algum tempo, já que o sacrifício feito por ele para bater o limite exigido no peso-pena era muito grande. Apesar da convicção de que fará sua estreia no peso-leve em sua próxima apresentação, o brasileiro não descarta retornar à sua divisão de origem caso não se adapte nos leves, especialmente considerando que ele abandonará os penas na oitava colocação do ranking.

"Há algum tempo alguns treinadores têm me pedido para subir, por conta do corte de peso, e como eu estou vindo de duas derrotas, eu decidi me testar na categoria de cima. Isso foi uma coisa que a gente conversou bastante com meu manager, com o próprio Dan Lambert, dono da ATT, e outros treinadores. Eles me falaram: 'Você tem que testar para ver como você se sente'", explicou Renato 'Moicano', antes de revelar que a mudança não é definitiva ainda.

"Eu não acho que seja definitiva essa mudança. É um teste para eu ver como me sinto sem ter que cortar tanto peso. E eu deixo sempre a possibilidade aberta para lutar no 145 (pounds). Ainda estou bem ranqueado na categoria, mas o que acontece é que eu não vejo um adversário do top 10 disponível para a minha próxima luta. Lutei com vários adversários do top 5 e do top 10, então talvez eu fosse escalado contra algum oponente não ranqueado no peso-pena. Então, é um excelente momento para eu me testar nos leves", comentou o brasiliense.

Moicano foi nocauteado por Aldo em luta realizad no Brasil - Leandro Bernardes - PXImages

Com o UFC confirmado para realizar um evento em Brasília no dia 14 de março, 'Moicano', nascido na capital federal do Brasil, visa uma vaga no card do show para fazer sua estreia no peso-leve. Ciente de que estará dando seus primeiros passos na nova categoria e, com isso, muito dificilmente conseguiria um oponente bem ranqueado, o lutador revelou que espera enfrentar um rival de renome, ainda que não viva mais o auge de sua carreira, e citou o veterano Clay Guida como opção.

"Acho que é um bom nome para eu poder estrear na categoria. O Clay Guida é um cara de bastante nome e eu queria lutar com alguém renomado, mas que, ao mesmo tempo, eu pudesse me testar na carreira. Eu também não posso chegar na categoria de cima, que é uma categoria difícil, e já enfrentar adversários ranqueados. Mas ao mesmo tempo, o Clay Guida é um cara que tem um nome, ele realmente é uma lenda, um lutador muito bom. Eu o assisto há muitos anos e seria uma honra poder enfrentá-lo", contou Renato.

As duas derrotas consecutivas - após um promissor início de trajetória no UFC com cinco vitórias e apenas um revés - motivaram outras mudanças além da subida de categoria. De acordo com 'Moicano', os resultados negativos trouxeram aprendizado sobre alguns erros cometidos e provocaram modificações inclusive em seus treinamentos na academia da 'American Top Team'.

"Em tudo a gente aprende e 2019 foi um ano de aprendizado. Tive duas derrotas muito difíceis, tomei dois nocautes, coisa que nunca tinha acontecido. Eu nunca tinha sido nocauteado e aconteceu duas vezes. Então depois da minha última derrota foi a hora de recolher, ver o que eu estava fazendo de errado e repensar os próximos passos. Então, eu modifiquei algumas coisas no treinamento, mudei algumas coisas na minha vida, e uma delas vai ser esse teste na categoria de cima", concluiu o lutador brasileiro.

No MMA profissional desde maio de 2010, Renato 'Moicano' acumula 13 vitórias, um empate e três derrotas. O brasileiro foi nocauteado por José Aldo e Chan Sung Jung, respectivamente, em suas duas últimas apresentações pelo UFC.

Esporte