Topo

Até o desempregado Mano leva culpa no Cruzeiro: "Abandonou o Brasileiro"

do UOL

Do UOL, em Belo Horizonte

03/12/2019 10h33

Resumo da notícia

  • Zezé Perrella apontou baixo aproveitamento de Mano como uma das causas para o drama celeste
  • Nas primeiras 13 rodadas, Mano fez apenas 10 pontos antes de ser demitido pela diretoria do Cruzeiro
  • Após saída do treinador, Ceni e Abel Braga também colecionaram resultados ruins
  • Com dois pontos atrás do Ceará, Cruzeiro pode ser rebaixado já neste meio de semana

O técnico Mano Menezes foi lembrado por Zezé Perrella após a derrota do Cruzeiro por 1 a 0 para o Vasco, derrota essa que deixa o time celeste passando sufoco na zona de rebaixamento do Brasileirão. Faltando mais duas rodadas para o fim da temporada, o gestor de futebol da Raposa criticou as escolhas da diretoria e o aproveitamento ruim de Mano Menezes à frente da equipe durante o primeiro turno da tabela.

"Não é desculpa não, mas o Cruzeiro pecou muito ao privilegiar a Copa do Brasil dizendo que era o caminho mais curto para a Libertadores. No Brasileiro são oito vagas agora, pela Copa do Brasil só vai um. O Cruzeiro desprezou o Brasileiro. Mano Menezes, em 18 pontos que disputou, ganhou uma (duas partidas, na verdade). Se o Cruzeiro não ficar na primeira divisão, todo mundo tem sua responsabilidade, até eu tenho a minha. Mas vamos olhar lá atrás, mau planejamento. O Mano é um cara sensacional, mas avaliou mal. Se tivesse feito 20% dos pontos, eu não estaria aqui dando essa entrevista", disse Perrella.

Os números apontados por Perrella não condizem com a realidade, mas o aproveitamento de Mano Menezes foi realmente muito baixo durante as primeiras 13 rodadas do Brasileirão. De fato, nos primeiros 18 pontos disputados, a equipe só venceu dois jogos, somando seis pontos. No entanto, o treinador deixou o clube com apenas 11 pontos nos primeiros 13 jogos do time, contabilizando duas vitórias, cinco empates e seis derrotas. Apesar do desempenho muito ruim, o que culminou a saída de Mano foi a derrota para o Internacional, pela Copa do Brasil, ainda no jogo da ida, no Mineirão.

"Atribuo totalmente (o momento ruim ao desempenho com Mano). Mas o maior erro dele foi ter privilegiado a Libertadores e o dinheiro da Copa do Brasil. Abandonaram o Brasileiro e a conta chegou, agora é rezar para não cair", acrescentou Perrella.

Apesar do aproveitamento ruim de Mano, o Cruzeiro também seguiu colecionando maus resultados com os sucessores Rogério Ceni e Abel Braga. No comando do ex-goleiro, a equipe fez sete jogos, venceu duas, empatou duas e perdeu três. Com Abel, foram 14 partidas e apenas três derrotas, mas as vitórias só vieram em três ocasiões, e o time empatou por oito vezes.

Também por causa desse baixo número de vitórias é que o Cruzeiro viu sua situação ficar ainda mais dramática no Brasileirão, já que não pode simplesmente igualar o Ceará em número de pontos, já que levaria a pior nesse primeiro critério de desempate. Com dois pontos a menos, a equipe mineira precisa vencer o Grêmio no próxima rodada e torcer para o Vovô ser derrotado pelo Corinthians. Só essa combinação tiraria a Raposa do Z-4 faltando um jogo para o fim do Brasileirão. Do contrário, outras combinações de resultados poderá até rebaixar o time com uma rodada de antecedência.

Esporte