Topo

Garantido na elite, Botafogo vê caminho livre para virar clube-empresa

Botafogo foca no projeto para virar empresa após se garantir na elite do futebol brasileiro - VITOR SILVA/BOTAFOGO
Botafogo foca no projeto para virar empresa após se garantir na elite do futebol brasileiro Imagem: VITOR SILVA/BOTAFOGO
do UOL

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

03/12/2019 04h00

A luta contra o rebaixamento foi uma pedra no caminho que surgiu de maneira inesperada após o bom primeiro turno da equipe no Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, o Botafogo está livre de qualquer risco e garantido na elite para o ano de 2020. O Alvinegro, finalmente, vê o caminho livre para focar suas atenções no projeto que transformará o clube em empresa.

No próximo dia 12, a diretoria colocará o tema para apreciação do conselho deliberativo na sede de General Severiano. Ou seja, haverá uma votação para aprovar ou não o projeto. Segundo apuração do UOL Esporte, não há qualquer chance de ser reprovado, sendo a votação um mero protocolo.

Na reunião, será apresentado como será o modelo do projeto que tem sido desenvolvido após estudo encomendado pelos irmãos Moreira Salles junto à Ernst & Young. Mais que isso. Servirá também para explicar a formatação da operação financeira que visa direcionar as atividades de futebol do Botafogo para o formato de clube-empresa.

Com o projeto, haverá uma separação entre o futebol e a sede social - que aglutina esportes olímpicos. Neste cenário, a diretoria, que será formada a partir de escolhas dos investidores, ficará com toda receita e dívida do futebol.

A sede, por sua vez, terá que ser autossustentável. Além do dinheiro pago pelos sócios, há uma receita por imóveis alugados para grandes empresas que ajudará no pagamento das contas de General Severiano. O certo é que o futebol não colocará mais grana no local.

O grande objetivo do Botafogo é captar investidores para pagar as dívidas ativas do clube. Esse valor gira na casa dos R$ 300 milhões. Para conseguir isso, o clube precisa levantar 20 cotas de R$ 15 milhões e, segundo apuração do UOL Esporte, tudo tem caminhado conforme o Alvinegro esperava.

A bola ainda vai rolar durante 180 minutos para o Botafogo na atual temporada. Mas não há como esconder que a expectativa está toda nos bastidores. O foco é no projeto que tem tudo para mudar a realidade do Alvinegro e renovar a alma de seus torcedores.

Esporte