Topo

Com ou sem D'Alessandro? Desempenho do Inter cria dúvida sobre retorno

D"Alessandro tem cadeira cativa no time do Inter? Jogador volta de suspensão - Persio Ciulla | TXT Sports
D'Alessandro tem cadeira cativa no time do Inter? Jogador volta de suspensão Imagem: Persio Ciulla | TXT Sports
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

03/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • D'Alessandro volta de suspensão e pode reassumir titularidade no Inter.
  • No entanto, o time venceu a segunda sem ele sob comando de Zé Ricardo.
  • Neilton, de boa atuação contra o Botafogo, poderia deixar o time.
  • O aproveitamento de pontos com o gringo não é o ideal, mas ele tem respaldo da comissão técnica e é expoente do time.

O Internacional venceu o Botafogo, sem D'Alessandro em campo. Foi assim em duas das três vitórias com Zé Ricardo no comando. A boa atuação de Neilton contrasta com o retorno do argentino após suspensão e cria dúvida na equipe.

Expoente técnico do Inter, D'Alessandro sempre foi valorizado pelo comando. Zé Ricardo, toda vez que pode, deixa clara a importância do camisa 10 na organização de jogadas e criação ofensiva.

Mas só o duelo com o Fluminense foi vencido com o gringo em campo. Sob comando de Zé Ricardo, ele esteve ainda nos empates contra Athletico-PR, Fortaleza e Corinthians, e nas derrotas para Grêmio e Goiás.

Os números absolutos de D'Ale no Brasileiro não são tão bons. Com ele, o Inter venceu oito partidas, empatou seis e perdeu sete. Um aproveitamento de 47,6%. Sem ele foram sete vitórias, três empates e cinco derrotas, gerando 53,3% de aproveitamento.

No último sábado, o substituto foi Neilton. O jogador teve atuação bastante positiva nos minutos em que esteve em campo. Participou ativamente da criação de jogadas, seja centralizado ou deslocado para o lado esquerdo, e ganhou elogios do comandante.

"Acho que ele [Neilton] fez uma grande partida. Ele faz um tipo de jogo que gosto, leve e agudo. O Paolo [Guerrero] precisa de jogadores assim perto dele", disse Zé Ricardo.

Na temporada, D'Alessandro marcou um gol em 44 jogos. Ídolo da torcida e líder do grupo de atletas, ele vê se encerrar o contrato que possui vigente e avaliará, depois do Brasileiro, a renovação. A direção do clube já manifestou desejo de permanência.

Se ficar fora da equipe, D'Ale reviverá o que ocorreu no ano passado. Afastado por períodos de lesão e suspensão, ele viu o coletivo se fortalecer e trabalhou, fora de campo, para recuperar espaço. Conseguiu e retomou titularidade no início deste ano.

Com 38 anos, o meia já deixou claro que não pretende se aposentar ao fim desta temporada.

Esporte