Topo

Zidane defende Bale de críticas por incidente com bandeira galesa

22/11/2019 15h16

MADRI (Reuters) - O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, defendeu Gareth Bale das críticas provocadas pela decisão do galês de comemorar a classificação de seu país para a Euro 2020 com uma bandeira que pareceu indicar que o Real Madrid não é uma de suas maiores prioridades.

Bale dançou com uma bandeira que dizia "País de Gales. Golfe. Madrid. Nesta ordem" depois que sua seleção garantiu uma vaga no segundo Campeonato Europeu consecutivo, na terça-feira.

O meia-atacante não se preocupou em converter seus críticos desde que chegou à Espanha, em 2013, apesar de ter contribuído para a conquista de quatro troféus da Liga dos Campões neste período.

Embora tenha parecido se tratar de uma brincadeira, a mídia da capital espanhola não achou graça e implorou para o clube cortar os laços com o jogador, contratado por 85 milhões de euros seis anos atrás, acusando Bale de falta de respeito.

"Tem se falado muito sobre o que ele fez, mas precisamos nos concentrar no futebol. Já foi um pouco longe demais", disse Zidane em uma coletiva de imprensa. "Só estou pensando no que ele pode nos dar em campo, não no que se diz fora dele, isso não me interessa".

"Acredito que ele pode se tornar um jogador decisivo para nós. Ele é um jogador importante quando não está contundido; ele mostrou isso antes e mostrará de novo", acrescentou.

O Real, que está em segundo no Campeonato Espanhol, recebe a Real Sociedad neste final de semana no Bernabéu, e Zidane implorou aos torcedores do time que apóiem Bale, ao invés de rejeitá-lo. Bale não joga com o clube desde 5 de outubro devido a uma lesão.

(Por Joseph Cassinelli)

Esporte