Topo

Time de Marcelo Grohe busca entrada no mercado brasileiro, diz especialista

Time de Marcelo Grohe, Al Ittihad, da Arábia Saudita, tenta entrar no mercado sul-americano - Reprodução/Instagram
Time de Marcelo Grohe, Al Ittihad, da Arábia Saudita, tenta entrar no mercado sul-americano Imagem: Reprodução/Instagram

22/11/2019 15h56

Aventura (EUA.), 22 nov (EFE) — A contratação de jogadores estrangeiros é uma receita antiga para os clubes de futebol conseguirem ampliar a divulgação de suas marcas, e o Al Ittihad, da Arábia Saudita, a está seguindo, inclusive, para tentar entrar no mercado brasileiro.

"Existem muitos exemplos em que os clubes buscam internacionalizar, para atrair audiência mais distante de seu entorno habitual", explicou à Agência Efe, Maximilian Von Portatius, um dos responsáveis pelo site "Sponsor.online", que avalia marcas esportivas.

De acordo com a plataforma, que está presente na Soccerex, que acontece na cidade de Aventura, nos Estados Unidos, o Al Ittihad, segundo time mais importante do futebol saudita, vem conseguindo penetrar nos mercados sul-americanos, mais especificamente, no brasileiro e no chileno.

De acordo com as medições feitas pelo "Sponsor.online", um quinto dos seguidores do time da Arábia Saudita vem da América do Sul, sendo 15% do Chile e 11% do Brasil.

O desempenho das equipes não é mais o único fator de atração. O Al Ittihad, por exemplo, conta com o goleiro Marcelo Grohe, ex-Grêmio, que tem quase 800 mil seguidores nas redes sociais, o que, certamente, tornam o clube mais conhecido.

Já o meia chileno Carlos Villanueva é o ídolo da torcida local, mas seu impacto vai além, já que um em cada seis fãs do time nas redes sociais, falam espanhol.

"Isso abre muitas possibilidades, como o fato de que uma empresa da América Latina querer fazer propaganda na Arábia Saudita", explica Von Portatius.

Esporte