Topo

Riquelme será candidato a vice-presidente do Boca e adia jogo de despedida

Riquelme será candidato a vice-presidente do Boca Juniors - reprodução/Olé
Riquelme será candidato a vice-presidente do Boca Juniors Imagem: reprodução/Olé
do UOL

Do UOL, em São Paulo

20/11/2019 17h56

Juan Roman Riquelme anunciou hoje que será candidato a vice-presidente do Boca Juniors na eleição de 8 de dezembro. Ele fará parte da chapa de Jorge Ameal, candidato de oposição, e Mario Pergolini, primeiro vice - Riquelme seria o "segundo vice".

"Sim, tomei uma decisão. Vou fazer parte da lista de Ameal com Pergolini. Estou grato ao candidato da situação por ter tentado me convencer, mas eu tomei esta decisão e quero que os fãs do Boca conheçam Ameal por mim", disse ele.

"Conversamos bastante, e eu decidi me candidatar como segundo vice. Tanto Ameal, quanto Mario estão comprometidos a me acompanhar pelo melhor para o clube. Claramente, sei que não estou preparado para ser presidente do meu clube, mas sei que vou me preparar para ver se posso fazer isso em quatro anos", completou.

A decisão de se envolver na política do clube foi tomada após a derrota para o River Plate na final da última Copa Libertadores, que foi realizada em Madri. "Depois que perdemos a final, meu filho disse que eu teria de voltar ao clube", contou.

A candidatura resultará no adiamento da partida de despedida de Riquelme. "Este assunto vai ter de esperar. Essa é a verdade. Meu jogo tem que ser algo divertido, uma festa, e não parece ideal que seja feita no meio das eleições', explicou o ídolo.

"O mais importante é o clube. Se nós ganharmos as eleições, tomara que me deem permissão para realizar a partida em junho, antes da Copa América. Parece que seria um bom momento para todos curtirem", concluiu.

Esporte