Topo

Juiz nega fiança a suspeito do desaparecimento da enteada de lutador do UFC

Walt Harris, lutador do UFC - Reprodução/Instagram
Walt Harris, lutador do UFC Imagem: Reprodução/Instagram

Ag. Fight

20/11/2019 17h19

Um novo capítulo da saga do desaparecimento de Aniah Blanchard, enteada de Walt Harris — peso-pesado do UFC — veio à tona nesta quarta-feira (20). Ibraheem Yazeed, o principal suspeito acusado de sequestrar a jovem, apareceu no tribunal do Alabama para uma audiência preliminar sobre o caso.

Na audiência, o juiz Russell Bush ordenou que Yazeed se submetesse a testes de DNA após evidências descobrirem que um homem estava no Honda CR-V 2017 — veículo da vítima recuperado. A equipe de investigação também descobriu sangue no veículo e um "indicativo de alguém sofrendo uma lesão com risco de vida". Ainda perante o tribunal, o juiz do caso também negou um pedido de fiança.

Portanto, ao menos por ora, Yazeed permanecerá na prisão. E, de acordo com o site 'WVTM', uma testemunha alegou durante a audiência desta quarta-feira que viu Ibraheem levando Aniah a força contra sua vontade. Ainda de acordo com o portal, o homem não havia denunciado o que presenciou antes porque sua esposa haveria dito para ele "ficar de fora disto".

Blanchard é considerada desaparecida desde o dia 24 de outubro. Desde então, Walt Harris e sua família têm utilizado suas redes sociais em busca de informações que ajudem a solucionar o caso e pôr um fim no sumiço da jovem. Nesse meio tempo, o peso-pesado, abalado com o estado de sua enteada, desistiu do combate contra Alistair Overeem, inicialmente agendado para o próximo dia 7 de dezembro, na luta principal do UFC Washington. Jairzinho Rozenstruik foi escalado em seu lugar.

Esporte