Topo

Patrick reconhece momento difícil do Inter e pede apoio da torcida

Patrick reconhece que o Internacional passa por dificuldades no Campeonato Brasileiro - Ricardo Duarte/Inter
Patrick reconhece que o Internacional passa por dificuldades no Campeonato Brasileiro Imagem: Ricardo Duarte/Inter
do UOL

Do UOL, em Porto Alegre

09/11/2019 12h45

Resumo da notícia

  • Em entrevista coletiva, o volante Patrick reconheceu o momento ruim do Inter.
  • Segundo ele, o time se questiona e procura reencontrar o melhor caminho.
  • O jogador ainda pediu apoio da torcida para conquistar a vaga na próxima Libertadores.

O volante Patrick reconheceu o momento difícil pelo qual o Inter está passando. Em entrevista coletiva, o marcador pediu "energia positiva" da torcida para o time se recuperar no Brasileiro.

"Temos consciência que estamos enfraquecidos. Buscamos vitórias e jogos que a gente tinha a chance e acaba não acontecendo e não por culpa nossa, abalam mais ainda. Viemos de situações negativas. Nos perguntamos: Por que com a gente? Mas temos ciência que não será a primeira nem a última vez que acontecerá. Sabemos que está difícil, e vamos continuar trabalhando para reverter isso", disse o jogador.

A manifestação ocorreu antes do treinamento na manhã de hoje (09). E durante a atividade, torcedores protestaram no pátio do Beira-Rio. Com faixas, palavrões, xingamentos, postaram-se contra o clube e os atletas.

Duas torcidas organizadas já tinham se manifestado em redes sociais informando que protestariam "em silêncio" durante o jogo com Fluminense, pela 32ª rodada do Brasileirão.

"Em relação a torcida, sempre respeitamos a opinião. Não queríamos isso, mas que nos apoiassem. Nesse momento de dificuldade, qualquer energia positiva nos leva mais para cima. É um jogo importante. Respeitamos, não temos que encarar como uma coisa ruim", contou o jogador.

O Colorado encara o Fluminense, amanhã, às 16h (de Brasília). Zé Ricardo deve mexer novamente na equipe para seu quinto jogo no comando.

"O professor Zé pegou a gente num momento difícil, é quem menos tem culpa e está tentando dar seu melhor, procurando um novo caminho para equipe. Respeitamos e tentamos fazer o mais rápido possível o que ele pede", finalizou Patrick.

Esporte