Topo

Mais do que tabela: Palmeiras x Corinthians já mexe com 2020 dos rivais

Gustavo Scarpa é um dos atletas que podem usar dérbi para se firmar - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Gustavo Scarpa é um dos atletas que podem usar dérbi para se firmar Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
do UOL

Danilo Lavieri e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

09/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Jogo entre Palmeiras e Corinthians vale mais do que os três pontos e posições na tabela
  • Treinadores poderão observar seus jogadores em jogos grandes para definirem planos de 2020
  • Mano ainda precisa de um triunfo contra o arquirrival para ganhar ainda mais tranquilidade no Alviverde
  • Tiago Nunes observará à distância para saber com quem pode contar para a formação do elenco

O jogo entre Palmeiras e Corinthians às 19h deste sábado vale muito mais do que os três pontos e a disputa por posições na tabela do Campeonato Brasileiro. Não que elas não sejam importantes, mas as duas equipes entram em campo no Estádio do Pacaembu também com a cabeça no planejamento de 2020.

No Alviverde, Mano Menezes tem aproveitamento na casa dos 80% e só conseguiu mais respaldo após a acachapante vitória em cima do São Paulo pela 29ª rodada do Brasileirão. Até então, o treinador era contestado pela fraqueza dos adversários vencidos. Agora, se ganhar do arquirrival, o comandante experimentará raro momento de paz para planejar a próxima temporada.

Mano ainda terá a chance de observar seus atletas novamente em situações extremas. Sem Felipe Melo e Lucas Lima, ele deve dar chance a Thiago Santos e Gustavo Scarpa. Deyverson, que pode fazer parte da lista de negociados no ano que vem, tenta mostrar que pode ser no mínimo o reserva de Luiz Adriano, uma vez que Borja já foi praticamente esquecido pelo técnico.

Além de tudo isso, o treinador precisa ver o Alviverde manter a sequência de sete partidas sem perder para continuar na caça ao Flamengo. O rubro-negro pega o Bahia, às 18h, no domingo.

No Corinthians, os atletas tentam se adaptar ao estilo mais ousado de Dyego Coelho e, consequentemente, convencer Tiago Nunes, novo técnico da equipe, que podem trabalhar com ele em 2020, quando o ex-treinador do Athletico assume o time. Aliás, Nunes verá o clássico pela televisão. Os jogadores sabem que nada melhor do que um dérbi para apresentar o "cartão de visitas" ao treinador.

Há jogadores quem tinham tudo para deixar o Corinthians se Fábio Carille seguisse no cargo. Mas, com a chegada de Tiago Nunes, agora querem provar que podem emplacar com a camisa alvinegra. Mauro Boselli é o melhor exemplo. Ele chegou a dizer que o esquema de Carille atrapalhava o seu futebol. Em sua primeira partida sob orientação Coelho, com uma proposta de jogo mais ofensivo e semelhante à de Nunes, ele marcou dois gols.

O volante Gabriel é outro jogador preterido por Carille, que tinha o ídolo corintiano Ralf como o seu titular. Em um esquema de jogo que prioriza a "saída de três", quando o volante se posiciona entre os zagueiros para iniciar a armação do time, o camisa 5 foi peça fundamental na vitória contra o Fortaleza e pode agradar bastante a Tiago Nunes.

Além deles, Pedrinho e Mateus Vital, jovens bastante contestados em público por Carille, também pretendem aproveitar a reta final do Brasileiro para conquistar Tiago Nunes. A lista dos esquecidos é grande. Mas há atletas com poucas chances de iniciar o clássico que esperam se mostrar a Nunes: como Matheus Jesus, Renê Júnior, Gustagol, Janderson, entre outros.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X CORINTHIANS

Data: 09 de novembro de 2019, sábado
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (SP-Fifa) e Miguel Ribeiro da Costa (SP)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Zé Rafael (Willian), Dudu e Deyverson (Luiz Adriano)
Técnico: Mano Menezes

CORINTHIANS: Walter, Michel Macedo, Manoel, Gil, Danilo Avelar; Gabriel, Junior Urso, Pedrinho, Mateus Vital e Janderson; Mauro Boselli.
Técnico: Dyego Coelho

Esporte