Topo

Avião não pode sobrevoar casa de Messi? Jornal desvenda "lenda urbana"

Lionel Messi em reapresentação do elenco do Barcelona no Camp Nou - Albert Gea/Reuters
Lionel Messi em reapresentação do elenco do Barcelona no Camp Nou Imagem: Albert Gea/Reuters
do UOL

Do UOL, em São Paulo

08/11/2019 17h15

Que o atacante Lionel Messi possui uma série de privilégios no Barcelona, clube onde joga, não é segredo pra ninguém. No entanto, um rumor que círculou pela Espanha nos últimos tempos apontava que o argentino também tinha privilégio na cidade que dá nome ao clube.

Segundo rumores, aviões não podiam sobrevoar a casa do principal astro do clube catalão. E a história ganhou força após o presidente da Vueling, Javier Sánchez-Prieto, comentar em uma entrevista que a ampliação do aeroporto de Barcelona "seria complicada" por conta da questão envolvendo Messi.

"Os aviões não podem passar por cima da casa de Messi. Isso é algo que não acontece em nenhum outro lugar do mundo", declarou o executivo, conforme noticiou o site "As".

Contudo, o jornal foi atrás do verdadeiro motivo que impede a expansão do aeroporto e desvendou a lenda urbana que envolve o atual detentor do posto de melhor jogador do mundo.

Segundo a publicação, Messi não tem nenhum tipo de "privilégio" e, na verdade, tudo não passou de uma grande confusão feita pela companhia aérea.

A Vueling acreditava que Messi morava em Gavà, município que fica a 25 quilômetros de Barcelona. A região fica próxima de um parque natural e de uma praia que são protegidos pelo governo espanhol para preservação.

Por isso, há uma zona especial de preservação ambiental que impede aeronaves de sobrevoarem a região para evitar que a fauna e a flora local sejam afetadas.

Contudo, o atacante argentino mora em Castelldefels, bairro que é próximo de Gavà, o que pode ter levado à confusão que deu início ao rumor, que fez a Vueling emitir um comunicado oficial pedindo desculpas pelo "mal-entendido".

Esporte