Topo

Para respeitar datas Fifa, Paulistão 2020 corta partidas de mata mata

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF - Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF Imagem: Moacyr Lopes Junior/Folhapress
do UOL

Danilo Lavieri e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

22/10/2019 11h57

Para reduzir o calendário de 18 para 16 datas e evitar conflitos com datas Fifa, o Campeonato Paulista de 2020 irá cortar duas partidas de mata-mata. A edição do estadual terá confrontos únicos nas quartas de final e nas semifinais, com decisão em dois jogos apenas na final. A decisão foi confirmada durante o congresso técnico realizado na sede da Federação Paulista hoje.

O Paulistão terá quatro grupos, com um clube grande de cabeça de chave em cada. Como vem ocorrendo nas últimas edições, os clubes não enfrentam adversários do mesmo grupo. O torneio pagará R$ 5 milhões ao campeão, mesmo valor do ano passado. Cada participante pode inscrever 26 atletas - é permitida também a inscrição de uma lista B com atletas formados na base do clube.

Todos os custos com o VAR serão bancados pela própria FPF. O campeonato começa no dia 22 de janeiro, com final marcada para o dia 26 de abril. Pela Lei Pelé, dois clubes pertencentes ao mesmo grupo econômico não podem disputar a mesma divisão. Com isso, o Red Bull, que agora é controlado pelo mesmo grupo que o Bragantino, irá disputar a Série A2, com a equipe de Bragança Paulista disputando a primeira divisão.

O sorteio dos grupos acontece ainda hoje na Federação Paulista. Comparecem ao evento os presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, e do Santos, José Carlos Peres. Palmeiras e Corinthians não enviaram seus presidentes: o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves representa o alvinegro, enquanto o vice-presidente Paulo Buosi marca presença pelo alviverde.

A mudança vem na esteira de anúncio da CBF em abril, na posse do presidente Rogério Caboclo. Caboclo assumiu tendo como principal bandeira o fim de conflitos entre campeonatos de clubes no país e datas Fifa. Os 16 clubes participantes do Paulistão foram favoráveis à alteração.

Esporte