Topo

Apresentadora da ESPN critica agressão a esposa de B. Henrique: "Absurdo"

Bruno Henrique comemora gol do Palmeiras contra o Cruzeiro - Marcello Zambrana/AGIF
Bruno Henrique comemora gol do Palmeiras contra o Cruzeiro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/10/2019 13h15

A apresentadora Marcela Rafael se indignou com a agressão à esposa de Bruno Henrique, capitão do Palmeiras, após o empate com o Athletico Paranaense, em 1 a 1. Durante o Sportscenter desta segunda-feira, a jornalista chamou a situação de 'absurda' e questionou a impunidade no futebol.

"Isso é um absurdo. Isso acontecer, e continuar acontecendo, porque não é a primeira vez, é um absurdo. Isso precisa acabar. A gente precisa fazer alguma coisa em relação a isso. A gente que está aqui todos os dias falando para a imprensa, para os jornalistas, para os fãs de esporte, para o torcedor...", falou Marcela.

"O torcedor precisa entender que ele não pode, não deve e, se ele fizer, será preso, porque a gente não pode aceitar que isso aconteça todos os dias no futebol, e nada acontece. É agressão com mulher, com criança, agressão de qualquer maneira. Não dá para a gente aceitar. Tem que ser preso. As pessoas precisam ser presas também no futebol", completou.

Em nota oficial, o Palmeiras repudiou o 'deplorável e constrangedor' episódio envolvendo a esposa do volante alviverde. "É inadmissível que aconteçam situações lamentáveis envolvendo ataques de supostos torcedores a atletas, comissão técnica, dirigentes e seus familiares", escreveu o clube.

Esporte