Topo

Memphis paga R$ 50 mi para jogadores dispensados e mantém Bruno Caboclo

Bruno Caboclo arremessa a bola na partida entre Memphis Grizzlies e Minnesota Timberwolves na final pela Liga de Verão da NBA - Garrett Ellwood/NBAE/Getty Images
Bruno Caboclo arremessa a bola na partida entre Memphis Grizzlies e Minnesota Timberwolves na final pela Liga de Verão da NBA Imagem: Garrett Ellwood/NBAE/Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

19/10/2019 17h44

A nova temporada da NBA começará em 22 de outubro e cada time pode inscrever até 15 jogadores com contratos regulares da liga, mais dois "híbridos", que transitam entre o elenco principal e a Liga de Desenvolvimento. Para se adequar à regra, o Memphis Grizzlies decidiu dispensar hoje os pivôs Miles Plumlee e Ivan Rabb, que juntos, custam mais de R$ 50 milhões ao time, previstos em contrato da temporada 2019-20. Com isso, a equipe manteve o brasileiro Bruno Caboclo, que custa apenas 15% do salário de Plumlee.

Caboclo, 24, é um ala-pivô que atua desde 2014 na NBA. Sua primeira passagem pela liga foi pelo atual campeão Toronto Raptors, clube no qual permaneceu até 2018. A franquia canadense fez um grande investimento, financeiro e político, no brasileiro, mas acabou encerrando o relacionamento sem colher os frutos esperados. Sem grandes chances, o jogador passou a maior parte de seu tempo de contrato jogando pela Liga de Desenvolvimento, e acabou negociado com o Sacramento Kings.

A permanência de Caboclo no Sacramento não durou muito. O time californiano não o aproveitou no elenco principal, e o ala-pivô ficou meses sem vínculo com a NBA. Até que o Memphis resolveu apostar em seu talento na temporada passada. Caboclo mostrou potencial suficiente para ser mantido no elenco a um elevado custo para a franquia.

Mesmo que Plumlee e Rabb não estejam mais no elenco principal, os Grizzlies precisam pagar o salário total dos jogadores até o fim da temporada. Em vez de utilizar um jogador de quase R$ 50 milhões como o veterano Plumlee, a equipe optou por manter o brasileiro em seu projeto de cultivo de jovens talentos. O salário do jogador revelado pelo Pinheiros custa pouco mais de R$ 7 milhões. Por ora, então, cessam as incertezas em torno do desenvolvimento de Caboclo.

No Brasil, os jogos da NBA voltarão a ser exibidos em TV aberta pela Band. SporTV e ESPN também prometem vasto espaço para transmissão da liga.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Esporte