Topo

Flagrado em antidoping, brasileiro é suspenso por um ano e tem vitória no UFC anulada

Ag. Fight

19/10/2019 15h00

John Allan ficará suspenso por um ano do UFC - Marcos Santos/Divulgação/Future FC

Na última sexta-feira (18), a USADA (agência antidoping americana) e o Ultimate comunicaram que o brasileiro John Allan foi flagrado em um teste antidoping. O lutador foi diagnosticado com o uso de metabólitos do hormônio e modulador tamoxifeno, substâncias proibidas de acordo com a WADA (agência mundial antidoping). Dessa maneira, ele está suspenso por um ano, além de uma multa de US$ 4,8 mil (cerca de R$ 19,7 mil).

De acordo com a USADA e o UFC, o brasileiro até divulgou o uso da substância flagrada em seu teste antes de fechar contrato com o Ultimate. Porém, este fato não amenizou a situação, já que não comunicou o uso dela nos últimos 12 meses. Existe uma regra da entidade que é preciso ser revelado tudo que o lutador ingere antes de entrar no programa antidoping do Ultimate, fato que o atleta tupiniquim não fez.

Com a punição é retroativa desde que foi coletado o exame, após sua vitória sobre Mike Rodriguez no UFC Sacramento, em julho deste ano, John Allan já deve poder voltar a lutar no meio de 2020. No entanto, seu triunfo foi anulado e vira um 'No Contest' (luta sem resultado). Agora o cartel do ex-lutador do 'Contender Series Brasil' consta que ele tem 13 vitórias, cinco derrotas e um 'No Contest'.

Esporte