Topo

"Defesa não tem que parar": S. Spínola vê gol legal em virada do Cruzeiro

Bruno Mendez, do Corinthians, em disputa de bola com Fred, do Cruzeiro, durante partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão - Daniel Vorley/AGIF
Bruno Mendez, do Corinthians, em disputa de bola com Fred, do Cruzeiro, durante partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão Imagem: Daniel Vorley/AGIF
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/10/2019 21h05

O Corinthians recebeu o Cruzeiro hoje (19) em duelo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, e foi derrotado por 2 a 1. No lance do segundo gol do time mineiro, o assistente levantou a bandeira apontando impedimento, mas o árbitro sinalizou que o lance deveria seguir, pois um jogador corintiano havia tocado a bola para trás. Na sequência da jogada, Ederson driblou o goleiro e balançou as redes. Sálvio Spínola, comentarista de arbitragem do Grupo Globo, concordou com a marcação de campo.

O comentarista explicou que a defesa corintiana deveria estar atenta ao apito do árbitro mais do que à bandeira, já que o primeiro é o que realmente pode parar o jogo.

"Gol legal. A bola vem do Fagner. O assistente levanta a bandeira por não ter a identidade de quem tocou na bola. A defesa não tem que parar. Só tem que parar no apito. Quem toca é o Fagner. É um passe deliberado para trás, que habilita o lance, explicou.

O confronto ainda foi marcado por outra polêmica. Quando o jogo ainda estava empatado em 1 a 1, o Corinthians teve a possibilidade de marcar um gol com Mateus Vital. O árbitro Bruno Arleu, no entanto, marcou falta de Marlon em Fred, e parou o jogo antes que a jogada fosse concluída.

Sálvio Spínola afirmou que realmente houve o contato entre Marlon e Fred no lance em que o árbitro Bruno Arleu apontou a falta, mas definiu o toque como normal.

"A gente vê o contato do Marlon com o Fred antes de a bola chegar no Mateus Vital. Para mim, um contato normal, de jogo. Eu não marcaria a falta, daria sequência à jogada. O árbitro dá falta sobre o Fred, que cai com o contato e apita, antes mesmo de a jogada ser concluída", opinou.

Com a derrota, o Corinthians estacionou nos 44 pontos. A equipe continua na quarta colocação, mas pode ser ultrapassada por São Paulo e Internacional, que ainda jogam na rodada.

O Cruzeiro, por sua vez, foi a 28 pontos, e deixou a zona de rebaixamento - agora é o 16º colocado. A situação do time mineiro também é provisória, já que CSA e Ceará ainda jogam na rodada e podem superar o time celeste.

Esporte