Topo

Coudet pede tempo para pensar e mantém cenário incerto com Inter

Técnico do Racing, Eduardo Coudet, é alvo do Internacional em difícil negociação - Divulgação/Racing
Técnico do Racing, Eduardo Coudet, é alvo do Internacional em difícil negociação Imagem: Divulgação/Racing
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

17/10/2019 04h00

Eduardo Coudet não garantiu ao Inter que treinará o time em janeiro, ou mesmo ao Racing que cumprirá todo seu contrato no time argentino. Após o retorno da comitiva gaúcha ao Brasil, o quadro é de incerteza. Ainda que estejam otimistas, os dirigentes colorados não têm argumentos para oficializar nada.

Segundo apurou o UOL Esporte, as reuniões foram positivas. O Internacional voltou ao Brasil com o sentimento que é possível ter o técnico em janeiro. Até lá, não. O clube tentou - e ainda não desistiu - persuadir o comandante a vir para o Brasil imediatamente. Mas o cenário é pouco provável.

A reportagem do UOL Esporte contou as razões pelas quais "El Chacho" prefere ficar por lá ao menos até o fim do ano.

A direção do Racing mudou o discurso. A garantia era de que o técnico comandaria o time de Avellaneda na Libertadores de 2020. Agora, apenas que ficará imediatamente, mas após dezembro restam dúvidas.

O empresário Cristian Bragarnik não dá qualquer declaração firme. Segundo ele, o treinador irá definir se aceita a oferta do Inter para janeiro nos próximos dias. Não há definição no momento.

A direção do Colorado irá se manifestar hoje após a partida contra o Avaí. O mesmo vale para Coudet, que tem entrevista coletiva de véspera da partida contra o Boca Juniors, pelo Campeonato Argentino. Será quando as partes poderão esclarecer o cenário de incerteza que se apresenta.

Ricardo Colbachini, técnico interino do Inter, comanda o time na Ressacada e não tem prazo para retornar ao time B. E o Colorado, neste momento, trabalha apenas com o nome de Coudet para assumir o time.

Esporte