Topo

Ação por ingresso perdido de Fla x Grêmio ganha repercussão e realiza sonho

Irmãos  Ana Paula Cavalheiro e Douglas devolveram ingresso de Flamengo x Grêmio a Lucas Figueiredo - Arquivo pessoal / Ana Paula Cavalheiro
Irmãos Ana Paula Cavalheiro e Douglas devolveram ingresso de Flamengo x Grêmio a Lucas Figueiredo Imagem: Arquivo pessoal / Ana Paula Cavalheiro
do UOL

Alexandre Araújo e Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

17/10/2019 12h00

Resumo da notícia

  • Lucas Figueiredo conseguiu um ingresso para o duelo entre Flamengo x Grêmio, pela semi da Libertadores
  • Lucas acabou perdendo o ingresso em um ônibus e Douglas, também rubro-negro, achou
  • Campanha em rede social feita por Ana Paula, irmã de Douglas, ganhou repercussão e Lucas foi achado em uma hora
  • Depois de contato, o ingresso foi devolvido a Lucas
  • Após a ação, os irmão Ana Paula e Douglas ganharam ingressos para o confronto, que acontece na próxima quarta

Uma campanha que ganhou as redes sociais nos últimos dias mostrou o quanto o confronto entre Flamengo x Grêmio, no Maracanã, pelo segundo jogo da semifinal da Libertadores, tem mexido com os rubro-negros. A boa ação ainda gerou uma amizade entre os torcedores Lucas Figueiredo e os irmãos Ana Paula e Douglas Cavalheiro.

O duelo pode render ao time do técnico Jorge Jesus uma vaga na decisão da competição sul-americana, o que não acontece desde 1981, quando a equipe de Zico e companhia se sagrou campeã. No jogo de ida, na Arena do Grêmio, empate em 1 a 1. Um empate sem gols neste segundo encontro classifica os cariocas.

Torcedor fanático do Flamengo, Lucas Figueiredo, de 21 anos, chegou bem cedo ao Maracanã na última segunda-feira, quando foi aberta a bilheteria do estádio para a retirada das gratuidades (ele tem esse direito por conta de uma deficiência no lado esquerdo do corpo). Depois de quase duas horas de fila, conseguiu, ao lado do primo, o tão esperado ingresso para acompanhar o Flamengo diante do Tricolor gaúcho. Ao chegar em casa, porém, o desespero. Ao tirar as coisas do bolso, não achou o ingresso. Foi andando até o ponto de ônibus em que havia saltado e nada. O choro foi inevitável.

"Quando retirei minhas coisas, não encontrei. Entrei em desespero. Voltei uns dois quilômetros para ver se achava na rua, mas não achei. Comecei a chorar. Aquele ingresso valia ouro e não podia ter perdido facilmente. Todo mundo aqui em casa tentou me consolar, me acalmar. Fui para o meu quarto, deitei no chão e só chorei muito", lembra Lucas.

Enquanto estava sozinho no quarto, desolado, na internet uma campanha ganhava repercussão. Douglas Cavalheiro, rubro-negro, havia encontrado o ingresso no ônibus quando fazia o trajeto do trabalho para casa. Contou à irmã Ana Paula, que pediu uma foto da entrada para publicar no Twitter e tentar achar o dono.

"Moramos em São João de Meriti [Baixada Fluminense]. Meu irmão estava voltando do trabalho de ônibus, o que não é comum. Geralmente, pega carona com meu outro irmão ou um mototáxi, tem dois amigos dele que trabalham com mototáxi. Meu irmão [mais velho] não pôde e ele [Douglas] não conseguiu contato com nenhum dos amigos. Então, foi de ônibus, e perdeu o primeiro, logo que chegou ao ponto. Pegou o segundo e sentou no último banco. Quando olhou para o chão, viu o ingresso e achou estranho não estar destacado, como fica o ingresso usado. Pegou e viu que era da Libertadores, do Flamengo e Grêmio. Jogo da vida dos rubro-negros", conta Ana Paula, que completa:

"Ele chegou em casa e contou para a esposa e disse que queria mobilizar para achar o dono. Foi justamente no dia que tinha aberto a gratuidade. A esposa dele chegou a publicar em um grupo do Facebook. Quando ele me falou, pedi uma foto e disse que ia publicar no Twitter".

Amigos de Lucas viram a postagem e, cerca de uma hora depois de a publicação ter sido feita, o dono do ingresso foi encontrado.

"Eu estava chorando e um amigo meu me mandou mensagem dizendo que tinha entrado no Twitter e uma moça tinha achado meu ingresso. Logo depois, um vizinho me avisou, um outro amigo me ligou... Todo mundo começou a me avisar", recorda Lucas.

O estudante, que sonha em fazer psicologia e faz um curso técnico de administração, ressaltou o quanto a partida será significativa para ele.

"Vai ser o mais importante que já fui na vida. Já fui a muito jogo importante, mas nenhum acho que vai barrar esse. Vai ser o jogo da minha vida. Não poderia deixar de ir. Eu fiquei sem dormir esperando o site [do Flamengo] avisar as informações sobre os ingressos", afirma.

Ana Paula confessa que não esperava que a publicação em busca do dono do ingresso ganhasse tamanho efeito:

"Repercutiu muito, fiquei até assustada. Uma coisa que deveria ser normal, achar e devolver um objeto ao dono... "Nossa!!! Está devolvendo um negócio desse?". Parece que o mundo está meio perdido, mas fizemos o que achamos certo. Ainda bem que conseguimos achar o Lucas".

Amizade rubro-negra

Lucas afirma que, deste inusitado encontro, vai nascer uma amizade embalada pelo Flamengo. O jovem conta que, para poder assistir ao jogo do Maracanã, recusou propostas altas e ressaltou a índole de Ana Paula e Douglas.

"Eternamente marcados. É uma amizade vou levar. As ações deles foram incríveis e eles merecem muitas coisas boas. Chegaram a fazer proposta com altos valores, assim como fizeram para mim, mas eles não aceitaram. Correram atrás para me devolver. Agradeço muito por isso", disse.

Irmãos vão ao Maracanã

Ana Paula e Douglas Cavalheiro são rubro-negros desde a infância, apesar de terem sido criados em uma casa vascaína. A influência familiar, no entanto, não fez os dois "nadaram contra a corrente" e se tornaram torcedores do Flamengo.

"Fomos criados em uma família vascaína. Morávamos em uma avenida em que muitos eram vascaínos. E meu avô, meu pai e irmão [mais velho] eram vascaínos. Mas nós dois nos tornamos rubro-negros. Passamos a ir a estádio quando ficamos mais velho porque, quando pequenos, não nos levavam, né? (risos). Mas sempre acompanhamos bastante", recorda ela, que completa:

"Eu sempre fui. Meu marido e meus três filhos são muito rubro-negros. O meu mais velho, então, é fanático mesmo."

Depois da boa ação ter ganhado todo esse eco, o perfil oficial da Copa Libertadores da América ofereceu um par de ingressos aos irmãos para o duelo entre Flamengo e Grêmio.

"Era quase 0h quando soube que ganhamos. Eu fui dormir quase às duas da manhã porque não parava de chorar. Fiquei muito feliz".

Lucas celebrou o fato de que Douglas e Ana Paula também terão a oportunidade de assistir à partida "in loco".

"Quando eu soube que eles ganharam os ingressos, fiquei ainda mais feliz. Pedi tanto a Deus que pudesse abençoar eles.... Eles estavam muito felizes em me devolver o ingresso, estavam em paz. Me entregaram algo muito valioso e queria que eles pudessem ser recompensados. Liguei tarde da noite quando soube que eles também iriam ao jogo", comemorou.

Esporte