Topo

Líder em pênaltis, Vasco deixa erros para trás, acerta pé e se afasta do Z4

Yago Pikachu comemora gol de pênalti durante partida do Vasco contra o Fortaleza - Thiago Ribeiro/AGIF
Yago Pikachu comemora gol de pênalti durante partida do Vasco contra o Fortaleza Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/10/2019 04h00

A vitória do Vasco sobre o Fortaleza em São Januário foi suada. O gol de pênalti Yago Pikachu devolveu a confiança não só ao jogador, mas à equipe, que venceu nos últimos três jogos em casa. Além disso, líder em penalidades máximas a favor no Campeonato Brasileiro com 10, o cruz-maltino voltou a aproveitar as cobranças, voltando a somar pontos que deixou pelo caminho em outras oportunidades.

Foi contra Cruzeiro e Santos que o Vasco desperdiçou pênaltis antes de sofrer gols que determinaram derrotas. A história poderia ser diferente caso a equipe aproveitasse as penalidades em profusão que a arbitragem marcou ao seu favor: são três a mais que o segundo colocado no ranking, o Bahia, que sofreu sete pênaltis.

Nessas partidas, o próprio Pikachu e o atacante Rossi -- que acertou contra o Atlético-MG -- desperdiçaram. Batedor oficial, Pikachu voltou a acertar o gol em São Januário na tarde de domingo. O aproveitamento ainda é ótimo: são 13 gols em 15 oportunidades, mas os dois erros vieram em sequência. O lateral também perdeu contra o Flamengo, em goleada sofrida no Mané Garrincha. Naquele jogo, Bruno César também parou em Diego Alves.

"Pikachu perdeu pênalti. Dei uma descansada nele para descansar a cabeça. Ele treina. O Roberto Dinamite e o Zico treinavam também e perderam. Todo mundo pode perder. Não me assusto por isso. Só dei uma relaxada porque, se não, fica marcado demais", declarou Vanderlei Luxemburgo após a partida.

A tensão do treinador era visível. Na hora da cobrança, Luxa nem quis olhar. Preferiu se abaixar, como quem estivesse orando, e só soube do gol pela reação da torcida. Passado o nervosismo, a equipe pode comemorar mais três pontos na conta, importantes considerando que o embate era um confronto direto.

"Vitória foi fundamental, porque foi contra um adversário direto. Eu não trabalho momento, mas a competição. Se analisar, quando estávamos jogando contra o Avaí, eu tinha só dois pontos. Neste turno, somei cinco pontos. Estou começando o segundo turno melhor", disse.

Agora com 31 pontos, o Vasco é o 12º colocado do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, a equipe recebe o Botafogo na quarta-feira (16), em clássico em São Januário.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Esporte