Topo

Sampaoli explica opção por Pará e elogia Jean Mota em vitória do Santos

do UOL

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

10/10/2019 00h05

O Santos venceu e convenceu no clássico da noite de ontem contra o Palmeiras, na Vila Belmiro, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe fez 2 a 0 no rival ainda no primeiro tempo e manteve a partida sob controle para tomar a vice-liderança da competição.

O técnico Jorge Sampaoli surpreendeu com as entradas de Pará na vaga do capitão Victor Ferraz e de Jean Mota no meio-campo, deixando Pituca como primeiro volante e Alison no banco de reservas. Ele explicou a opção por Pará.

"Do Pará é pelo desgaste grande do Victor Ferraz contra Vasco e pensamos em uma oportunidade para ele pela velocidade dos extremos do Palmeiras. Pará é marcador mais rígido em velocidade e imaginávamos trocar o jogo por dentro do Ferraz pela agressividade do Pará pelo lado, com um extremo como Marinho de pé trocado", explicou.

O argentino perdeu o uruguaio Carlos Sánchez, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, para a próxima rodada do torneio, contra o Internacional, no Beira-Rio, mas terá Evandro de volta, já que o meia cumpriu suspensão no clássico. Sampaoli comemorou o retorno, mas elogiou Jean Mota, seu substituto no 4-1-4-1 montado.

"Temos um suspenso a cada partida, lamentavelmente. Evandro é muito importante. No lugar do Evandro, Jean Mota jogou muito bem, foi o eixo do jogo e nos deu segurança. Essa competição do grupo dá oportunidade de eleger quem está melhor", afirmou.

Com a vitória, o Peixe chegou a 47 pontos igualando o Palmeiras e ultrapassando o rival no número de vitórias. O líder Flamengo tem 52 pontos e joga na rodada nesta quinta-feira, contra o Atlético-MG, no Maracanã.

Mais Esporte