Topo

Neymar passa em branco em 100º jogo pelo Brasil e Seleção empata com Senegal

10/10/2019 11h50

Singapura, 10 Out 2019 (AFP) - Com um Neymar apagado em seu 100º jogo vestindo a amarelinha, o Brasil teve que se contentar com um empate em 1 a 1 com Senegal, nesta quinta-feira em amistoso de preparação para as eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo-2022 disputado em Singapura.

Formando o ataque brasileiro ao lado de Gabriel Jesus e Roberto Firmino, Neymar não conseguiu somar a seus 61 gols na carreira pelo Brasil e viu o colega do Liverpool marcar o gol da Seleção aos 8 minutos de jogo.

Nos acréscimos do primeiro tempo, Famara Diédhiou empatou a partida convertendo pênalti sofrido pelo craque de Senegal, o atacante Sadio Mané.

Após conquistar a Copa América no Brasil, em julho, os comandados de Tite somam uma terceira partida seguida sem vitória, depois de empatar com a Colômbia (2-2) e perder para o Peru (1-0) em amistosos disputados nos Estados Unidos, em setembro.

- Teste no ataque -Em busca de novas opções para a equipe, de olho nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, que começam a ser disputadas a partir do ano que vem, Tite testou uma nova formação ofensiva, invertendo Gabriel Jesus e Firmino em campo, com o primeiro atuando na ponta direita e o segundo mais centralizado.

E o experimento não demorou para dar frutos. Os dois atacantes, jogando em suas novas posições, foram os responsáveis pela jogada de abertura do placar.

Aos 8 minutos, Jesus recebeu lançamento de Coutinho pela direita, cortou para o meio e encontrou Firmino, que invadia a área. O jogador do Liverpool ficou cara a cara com Gomis e deu um toque por cima do goleiro senegalês, colocando o Brasil em vantagem no placar.

Mas se enganou quem achava que o gol no início da partida daria mais tranquilidade ao Brasil para desenvolver seu jogo de toque de bola e envolver o time senegalês.

A partir dos 15 minutos, os Leões da Teranga conseguiram encaixar uma marcação mais adiantada, dificultando a saída de bola do Brasil.

No ataque, Sadio Mané começou a comandar as ações ofensivas dos africanos, disposto a não deixar Firmino ser o único jogador do Liverpool a brilhar em Singapura.

E, após obrigar Ederson a fazer boa defesa em chute perigoso (25'), o craque senegalês deixou Daniel Alves para trás, driblou Marquinhos e só foi parado com falta dentro da área do Brasil.

Mané deixou a cobrança do pênalti para Diédhiou, que empatou a partida antes do intervalo com chute colocado, sem chances para o goleiro do Brasil.

- Equilíbrio -Na volta do vestiário, a partida seguiu equilibrada e Neymar, sumido em campo no primeiro tempo, tentou chamar a responsabilidade, aparecendo mais centralizado para ajudar na criação das jogadas.

Assim, o Brasil ganhou maior presença ofensiva, mas pecava na hora de finalizar as jogadas, enquanto que Senegal encontrava espaços para levar perigo à meta da Seleção no contra-ataque.

Nesse cenário, as duas equipes tiveram chances de ampliar o placar, com Neymar desperdiçando por pouco duas cobranças de faltas da entrada da área (23', 44'), enquanto Richarlison chutou para fora após receber ótimo passe do camisa 10 (42').

Já Senegal obrigou Ederson a fazer boa defesa em chute de Ismaila Sarr (39') e acertou a trave brasileira com Mané (40'), após erro na saída de bola da Seleção.

Na parte final da partida, Tite promoveu a entrada de dois estreantes com a amarelinha: Matheus Henrique entrou no lugar de Arthur e Renan Lodi substituiu Alex Sandro, mas os dois jogadores não tiveram tempo de mostrar serviço em dia de pouca inspiração do conjunto brasileiro, que teve que se contentar com o empate.

O Brasil tentará reencontrar o caminho das vitórias neste domingo em um segundo amistoso em Singapura, desta vez contra a Nigéria. A partida tem pontapé inicial marcado para às 9h00, horário de Brasília.

bur-gh/am

Mais Esporte