Topo

Irã vence Camboja por 14 a 0 em jogo com presença feminina na arquibancada

10/10/2019 15h11

Teerã, 10 out (EFE).- O jogo entre as seleções do Irã e do Camboja, realizado em Teerã, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 e também pelo torneio qualificatório para a Copa da Ásia do ano seguinte, entrou para a história nesta quinta-feira pela presença de mulheres nas arquibancadas.

A partida marcada pela existência de público feminina aconteceu no estádio Azadi e terminou com placar de 14 a 0 para os anfitriões. Os atacantes Karim Ansarifard e Sardar Azmoun foram os artilheiros do duelo, com quatro e três gols, respectivamente.

"Estou muito feliz, porque era o meu sonho poder vir ao estádio Azadi", disse Sharvanaz Salehi, emocionada, em entrevista à Agência Efe.

Apesar da permissão para que mulheres estivessem no local, houve polêmica devido ao limitado número de ingressos para elas, de 3.500, diante de um público total de mais de 15 mil pessoas.

As mulheres foram autorizadas a ocupar cinco setores da arquibancada do estádio e tiveram que ficar separadas dos homens.

Desde a Revolução Islâmica no Irã, em 1979, o público feminino só foi autorizado duas vezes e por convite, em amistoso entre o time local Persepolis e o Kashima Antlers, do Japão, em novembro do ano passado, e jogo entre a seleção local e a Bolívia, um mês antes.

No jogo de hoje, houve restrições para os trabalhos das jornalistas, que não receberam credenciamento para atuar em cinegrafia e fotografia, sendo impedidas assim de permanecerem no campo, junto com homens.

As profissionais de imprensa ficaram retidas em uma espécie de camarote, sem ter contato com as torcedores, embora, conforme um representante da Fifa tenha afirmado à Agência Efe, tenha havido tentativas para ampliar a atuação.

Apesar das limitações impostas, as jornalistas locais não esconderam a emoção de cobrir pela primeira vez na carreira um jogo de futebol in loco no país.

"É muito emocionante, depois de tantos anos, ter o direito de ver uma partida de perto pela primeira vez. É um importante passo que tenhamos quebrado esse tabu", afirmou Mariam Sarjosh, que há 13 anos trabalha no jornal do clube local Persepolis.

Com a vitória de hoje, a seleção iraniana lidera o grupo C da segunda fase das Eliminatórias para a Copa do Mundo, com seis pontos. O próximo compromisso no torneio será nesta terça-feira, contra o Bahrein, fora de casa. EFE

Mais Esporte