Topo

Brasil empata com Senegal em Singapura e chega a 3 jogos sem vencer

10/10/2019 11h01

(Corrige título).

Singapura, 10 out (EFE).- A seleção brasileira enfrentou Senegal nesta quinta-feira, em Singapura, e não foi além do empate em 1 a 1, alcançando assim a marca de três jogos seguidos sem vitória, algo que não acontecia há mais de seis anos, justamente na partida de número 100 do atacante Neymar com os pentacampeões.

Os comandados de Tite, nos dois amistosos anteriores, disputados em setembro, empataram com a Colômbia e perderam para o Peru. Entre 2012 e 2013, o Brasil chegou a emplacar jejum de cinco jogos. No segundo compromisso desta série negativa, Mano Menezes acabou demitido após derrota nos pênaltis para a Argentina, no Superclássico das Américas, e acabou substitído por Luiz Felipe Scolari, que só ganhou na quarta partida após o retorno.

Hoje, os pentacampeões começaram com muito ímpeto, marcando forte e pressionando a saída de bola. Além disso, sobrava velocidade no ataque, como aos 8 minutos, em jogada que Philippe Coutinho acionou Gabriel Jesus, que por sua vez deixou Roberto Firmino na cara do gol para tocar por cima do goleiro Alfred Gomis e abrir o placar.

O domínio seguiu até a metade do primeiro tempo, embora com raras chances claras. Aos poucos, os senegaleses cresceram, inclusive, obrigando Ederson a trabalhar. Destaque dos vice-campeões africanos, o atacante Sadio Mané foi derrubado por Marquinhos na área, em pênalti que o também atacante Famara Diedhiou converteu aos 44.

A etapa complementar, como é comum em amistosos da seleção brasileira, foi morna, com pouca emoção, até os 40, quando Sidy Sarr acertou belo chute e parou em ótima defesa de Ederson. No lance seguinte, Mané recebeu na intermediária e acertou a trave esquerda do goleiro do Manchester City.

Os dois lances de perigo de Senegal acordaram a seleção brasileira, que teve a melhor chance no segundo tempo aos 42, quando Neymar ajeitou para Richarlison - que havia substituído Coutinho pouco antes -, encher o pé e bater à esquerda do gol.

Para a partida desta quinta-feira, o técnico Tite reeditou a escalação com quarteto ofensivo formado por Coutinho, Jesus, Neymar e Firmino, que não era utilizada desde outubro do ano passado, na vitória sobre a Argentina por 1 a 0, também em amistoso.

O camisa 10, que parece estar deixando enfim para trás a polêmica envolvendo a possível saída do Paris Saint-Germain para o Barcelona, ficou 90 minutos em campo, no jogo de número 100 com a camisa da seleção. Nesta aparições, Neymar balançou a rede 61 vezes.

Além disso, Ederson permaneceu no gol, já que Alisson segue contundido. Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro formaram a linha defensiva; e Casemiro e Arthur seguiram os donos do setor de meio.

A partida também foi marcada pelas estreias do meia Matheus Henrique, do Grêmio e do lateral-esquerdo Renan Lodi, ex-Athletico Paranaense e atualmente no Atlético de Madrid, que entraram no decorrer da etapa complementar, assim como os atacantes Everton Cebolinha e Richarlison.

A seleção brasileira voltará a campo neste domingo, às 9h (de Brasília) para enfrentar a Nigéria. A partida também acontecerá no Estádio Nacional de Singapura. EFE

Mais Esporte