Topo

Fã do Houston Rockets é preso após postar que ia queimar bandeira da China

9.out.2019 - Torcedor do Houston Rockets é preso em Hong Kong após ameaçar queimar bandeira da China - Reprodução/People"s Daily Weibo
9.out.2019 - Torcedor do Houston Rockets é preso em Hong Kong após ameaçar queimar bandeira da China Imagem: Reprodução/People's Daily Weibo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

09/10/2019 10h57

Um rapaz de 25 anos, fã do Houston Rockets (time de basquete que disputa a NBA, nos EUA), foi preso em Hong Kong após ameaçar queimar a bandeira da China. O motivo: protestar contra a disputa entre o país e o time de basquete, após o gerente-geral da equipe ter cometido um deslize no Twitter.

Howard Wang foi acusado pela polícia chinesa de publicar "insultos direcionados à bandeira nacional" no Weibo, o equivalente chinês do Twitter, e foi detido pouco depois de postar pedindo que a polícia fosse prendê-lo, no domingo (6).

É ilegal na China profanar a bandeira nacional, o que pode levar a três anos de prisão.

As rusgas entre o Rockets e a China tiveram início quando o gerente-geral do time, Daryl Morey, postou no Twitter que apoiava os protestos antigoverno realizados em Hong Kong nos últimos meses. Embora sejam reconhecidos como positivos por vários países ocidentais, os protestos são vistos pelo governo chinês como perigosos e desestabilizadores. Mirando em empresas e bancos, os manifestantes chegaram a queimar a bandeira da China.

Morey apagou o tuíte e já pediu desculpas, e a NBA soltou um comunicado se distanciando do problema, afirmando que as opiniões de Morey "ofenderam profundamente muitos de nossos amigos e fãs na China, o que é lamentável".

Apesar disso, muitos empresários já cortaram laços com o Rockets, e empresas de TV vêm afirmando que não irão transmitir seus jogos no país.

Após sofrer críticas nos EUA derivadas do episódio, a NBA soltou um novo comunicado, assinado por Adam Silver, comissário da liga, em defesa da liberdade de expressão: "A NBA não irá se colocar em uma posição de regular o que jogadores, empregadores e donos dos times dizem ou deixam de dizer sobre o assunto".

A resposta de Silver provocou a ira de autoridades chinesas e de muitos cidadãos, que disseram que não apoiariam mais o Rockets. Alguns chegaram a pedir que Morey se demitisse.

A NBA passou anos investindo milhões de dólares na China, ajudando a construir quadras, cedendo direitos de transmissão sem cobrar por isso e levando seus astros ao país para as pré-temporadas.

O Rockets tem sido a franquia mais popular na China desde 2002, quando contratou Yao Ming, estrela do esporte no país.

O basquete é muito popular entre os chineses, com cerca de 300 milhões de pessoas praticando o esporte. Muitos são fãs da NBA, mas podem ficar sem ver os jogos até que se desfaça o perrengue.

As informações são da CNN.

Mais Esporte