Topo

Carille alega que foi sincero sobre "meninos" e diz que gostou de protestos

do UOL

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/09/2019 21h37

Resumo da notícia

  • Carille se explicou após dizer que Corinthians tinha muitos meninos
  • Treinador afirmou que foi sincero quando explicou a derrota de quarta na Sul-Americana
  • Carille disse que Corinthians precisa de alguns atletas mais cascudos
  • Treinador elogiou protestos feitos pela organizada na porta do centro de treinamento

Após a vitória do Corinthians para o Bahia por 2 a 1, hoje, em Itaquera, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Fábio Carille voltou a ser questionado sobre a declaração de "time de meninos" e que gerou muita polêmica depois da derrota para o Independiente del Valle na última quarta-feira.

Carille disse que foi sincero e não recuou sobre sua opinião de que o time precisa de jogadores mais experientes. Além disso, o treinador disse que gostou dos protestos da torcida na última sexta-feira, quando os Gaviões da Fiel foram ao CT Joaquim Grava protestar, principalmente, contra o treinador. Faixas de "rentranqueiro" foram estendidas em frente ao CT.

Carille disse que gostou do protesto pois só citaram "rentranqueiros" e não o ofenderam. Além disso, ele alega que recebeu muitas ligações de apoio por conta das manifestações.

"O nosso time precisa ser mais cascudo para alguns jogos. O que vão falar? Acha que iam correr como correram se caísse mal? Eles sabem o que estou falando, vamos para o campo trabalhar. Continuo com a ideia do que precisa e é a minha opinião, não estou ofendendo ninguém. Soou mal ou bem? Os caras correram para caramba. Raça não faltou. Pode faltar da minha parte, parte técnica dos atletas, mas raça do jeito que eles estão correndo não. Não tenho medo de falar, não vim aqui para falar coisas legais para que não desse assunto. Falo o que penso. Sou muito ciente do que estou falando. A resposta é dada dentro de campo. os caras correram para caramba. Comentários de que o Love foi falar comigo não existiu nada disso, estamos muito concentrados e convictos do que o Corinthians é e também precisa", disse Carille.

"Foi legal pra caramba [protesto]. Os amigos ligaram preocupados. Me chamaram de retranqueiros só, os protestos poderiam ser piores. Aconteceu ontem umas 10h, fiquei sabendo pela assessoria. Tralhamos tranquilamente lá dentro. Quando acabou o treino, amigos e outros técnicos me chamaram. Mas só pra me chamar de retranqueiro? Não me xingaram e não fizeram nada. Sabemos que somos cobrados, mas estamos na caminhada, nosso objetivo é encostar cada vez mais em cima no Campeonato Brasileiro", completou.

Com a vitória hoje, o Corinthians voltou ao G-4 do Brasileiro, grupo que garante vaga na Copa Libertadores da América do próximo ano. O Timão subiu para a quarta colocação, com 35 pontos, a mesma pontuação do São Paulo, mas vence no saldo de gols [10 contra 9]. Vale ressaltar que o Alvinegro pode perder o posto, caso o Internacional vença a Chapecoense amanhã, em Porto Alegre.

Mais Esporte