Topo

SPFC tem mesmas chances de 2008, mas abre returno descrente no título

Técnico Cuca tem missão de encerrar jejum de vitórias e devolver a confiança ao elenco tricolor - Marcello Zambrana/AGIF
Técnico Cuca tem missão de encerrar jejum de vitórias e devolver a confiança ao elenco tricolor Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
do UOL

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

20/09/2019 19h00

O são-paulino se lembra bem: um time já vencedor e acostumado aos pontos corridos arrancou no returno e engoliu o Brasileirão de 2008. A campanha virou exemplo de que o campeonato nunca termina de véspera, e o próprio Muricy Ramalho, então técnico e hoje comentarista, lembra essa jornada quase sempre que fala de reações no futebol.

Corta para 2019. O São Paulo tem as mesmas chances de título de 11 anos atrás, apenas 1% segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia. No entanto as circunstâncias são mais complicadas, e o clima atual não lembra em nada o daquela arrancada histórica. O Tricolor visita o Botafogo às 11 horas (de Brasília) de amanhã tentando retomar a confiança por uma vaga na Copa Libertadores, isto sim.

O UOL Esporte apurou que o título brasileiro já não é mais assunto nem mesmo dentro do vestiário são-paulino. O foco desta equipe, em formação e lutando contra desfalques o tempo inteiro, é voltar à Libertadores para começar um novo ciclo a partir de janeiro.

Tal prioridade emergiu na apresentação de Juanfran, por exemplo, que tomou o torneio internacional como objetivo a médio prazo. Mais recentemente, após empate por 1 a 1 contra o CSA, o técnico Cuca admitiu que "está ficando cada vez mais difícil" brigar pelo topo.

O São Paulo fechou o primeiro turno do atual Brasileirão dez pontos atrás do líder Flamengo, uma distância ainda maior do que os oito pontos de 2008. Daquela vez o São Paulo decolou no returno, ultrapassou o Grêmio e sagrou-se tricampeão consecutivo (e hexa no geral). Desta vez, porém, os números são ainda menos animadores.

O Tricolor soma 32 pontos e ocupa o sexto lugar (um ponto e duas posições abaixo em relação a 2008), enquanto o líder soma 42 (um a mais do que há 11 anos). Acima do São Paulo estão Palmeiras e Santos, por exemplo, times que viveram altos e baixos recentemente mas são apontados com maior frequência como os capazes de alcançar o Flamengo.

Para além da classificação, há diferenças estruturais entre o São Paulo tricampeão e o atual. Muricy tinha em mãos um elenco desgastado por anos de disputas em alto nível, que mesmo assim reencontrou forças para levar um último título antes de se desmontar na temporada seguinte. Atualmente Cuca tem um grupo em adaptação, com reforços caros que ainda não estiveram todos juntos à disposição; de forma que a ambição pode ficar para 2020.

Não deixa de ser uma frustração, é claro. Afinal, a atual sequência de quatro rodadas sem vencer acontece imediatamente após uma fase de cinco vitórias seguidas no Brasileirão. Nesta 20ª rodada a montanha-russa tricolor passa pelo duelo contra o Botafogo, décimo colocado, no Estádio Nilton Santos.

Ficha técnica

Botafogo x São Paulo

Data: 21 de setembro de 2019, sábado
Horário: 11 horas (de Brasília)
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro-RJ
Competição: Campeonato Brasileiro, 20ª rodada
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi e Leirson Peng Martins (ambos do RS)
VAR: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)

Botafogo: Gatito; Fernando, Marcelo, Gabriel, Gilson; Cícero, Bochecha, João Paulo; Marcinho, Luiz Fernando e Victor Rangel. Técnico: Eduardo Barroca.

São Paulo: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Liziero), Tchê Tchê e Daniel Alves; Antony (Hernanes), Everton e Pablo. Técnico: Cuca.

Mais Esporte