Topo

Internacional segue na incerteza se terá a referência D'Alessandro na final

D"Alessandro pode começar no banco de reservas contra o Athletico Paranaense - Ricardo Duarte/Inter
D'Alessandro pode começar no banco de reservas contra o Athletico Paranaense Imagem: Ricardo Duarte/Inter
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

18/09/2019 04h00

O Internacional não tem certeza se seu principal expoente técnico estará em campo desde o início da final da Copa do Brasil. O jogo de hoje (18), às 21h30 (de Brasília) pode não ter D'Alessandro. O jogador não participou de todos os treinamentos que antecederam o duelo com Athletico Paranaense e a tendência é que comece no banco.

D'Ale sentiu um desconforto muscular na coxa direita na atividade de domingo. De cara, o técnico Odair Hellmann tratou de abafar a possibilidade dele não atuar. O mesmo fez Lindoso, quando questionado disse que não parecia nada grave.

Mas a situação não é tão simples quanto as palavras de ambos revelavam. D'Ale perdeu algumas atividades ao longo da semana e o quadro não é seguro. O jogador pode começar no banco de reservas por não aguentar a totalidade da partida na intensidade que ela deve ter.

D'Alessandro quer muito atuar. No entanto, a idade avançada pesa na recuperação e o trabalho para dar a melhor condição física a ele será feito até momentos antes do jogo. D'Alessandro passará por um teste nos momentos que antecedem a partida para saber se terá condições de começar jogando ou se ficará no banco.

A possibilidade maior que não comece também se justifica na possibilidade de ser uma troca garantida. Se iniciar de titular e precisar sair, ficará fora de uma eventual disputa de pênaltis. E além disso, Odair Hellmann já começaria com uma alternativa a menos para mudar a equipe.

Caso D'Ale não atue, Rafael Sobis surge como primeira alternativa. Não apenas por exercer as funções criativas pelo lado direito do campo, mas por ter a mesma capacidade em bolas paradas e pela experiência necessária em decisões.

Uma segunda alternativa, e menos provável, é a colocação de Wellington Silva na esquerda, com Nico López atuando pela direita.

Mais Esporte