Topo

Corinthians é processado em R$ 300 mil por autor da estátua de Sócrates

Bruno Teixeira/Ag. Corinthians
Imagem: Bruno Teixeira/Ag. Corinthians
do UOL

José Edgar de Matos e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/09/2019 18h00

O Corinthians está sendo processado pelo artista responsável por esculpir a estátua de Sócrates exibida na Arena Corinthians. Laercio Alves da Silva, que segundo o documento cedeu a peça em 2016 para o clube exibir no memorial do Parque São Jorge, cobra R$ 300 mil de direitos autorais e a devolução da obra. O UOL Esporte teve acesso ao requerimento registrado na 5ª Vara Cível, em São Vicente, litoral de São Paulo.

No processo aberto no início deste mês, o artista alega que o Corinthians usou comercialmente a peça de maneira indevida, sem qualquer consentimento do próprio. O clube, em nota enviada à reportagem na tarde de hoje (17) ao UOL Esporte, afirmou que ainda "não foi citado e só se manifestará "no momento oportuno".

O artista acusa o Corinthians de ganhar dinheiro com a exibição da estátua em um setor da Arena. O clube também é acusado de usar o objeto em uma exposição alusiva à Democracia Corinthiana.

"...tomou conhecimento que a estátua continuou em exposição na Arena Corinthians, sendo, inclusive, objeto de diversas reportagens na mídia televisiva, internet (diversos sites) e Facebook, de modo a concluir que a obra continua sendo exposta sem a sua autorização, tendo a estátua sido utilizada, inclusive, em evento comemorativo para celebrar a denominada "Democracia Corinthiana"", reclama Laercio Alves da Silva.

Ainda no requerimento, o artista diz que não teve "qualquer proveito econômico" com a veiculação da imagem da obra na Arena Corinthians.

Laercio Alves da Silva ainda afirma que tentou vender a estátua de Sócrates, mas não houve interesse por parte do clube.

No documento, o artista afirma que recebeu R$ 250 para a obra ser exibida em nova curadoria, mas reitera que o clube permaneceu com a estátua na Arena, a fim de atrair mais vistiantes para o estádio.

Além de ouvir o Corinthians e receber a nota oficial, a reportagem entrou em contato com Rosaní de Andrade Paschoal, advogada de Laercio no processo. Ela, no entanto, não se pronunciou sobre o assunto.

Mais Esporte