Topo

Cueva volta a jogar no Santos após 112 dias, mas ouve ressalva de Sampaoli

Sampaoli orienta Cueva durante treino do Santos; peruano voltou a jogar após 112 dias - Ivan Storti/Santos FC
Sampaoli orienta Cueva durante treino do Santos; peruano voltou a jogar após 112 dias Imagem: Ivan Storti/Santos FC
do UOL

Lucas Faraldo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/09/2019 04h00

A derrota para o Flamengo, ontem (14), pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, marcou o retorno de Cueva a uma partida do Santos após 112 dias. O peruano, a exemplo do que vinha acontecendo nos primeiros meses do ano, teve atuação apagada, recebendo ressalva do técnico Jorge Sampaoli em entrevista coletiva concedida pelo treinador ainda no Maracanã.

De volta ao Santos após prestar serviços à seleção peruana em amistosos, Cueva foi relacionado por conta da escassez de meias para o jogo contra o Flamengo - Pituca estava suspenso, e Evandro machucado. Por conta da limitação de estrangeiros, Derlis González foi vetado da viagem para o Rio de Janeiro.

A participação de Cueva nos 25 minutos em que esteve em campo no Maracanã foi modesta. Ele entrou no segundo tempo no lugar de Eduardo Sasha, pouco ajudou na marcação e também não contribuiu ofensivamente. Além de um cartão amarelo, registrou as seguintes estatísticas de acordo com o Footstats:

  • 9 passes (7 certos e 2 errados)
  • 3 perdas de posse
  • 2 faltas cometidas
  • 1 falta sofrida
  • 0 finalização
  • 0 cruzamento
  • 0 desarme

"Cueva é parte do plantel. Temos seis estrangeiros, mas apenas cinco podem jogar. Tínhamos algumas ausências no meio (Pituca e Evandro) e optamos por ele. Derlis havia voltado da Ásia, optamos por deixá-lo fora. Vamos ver o que acontece daqui em diante, o desempenho de cada um vai definir quem irá jogar", disse Sampaoli, após a derrota.

A fala do treinador santista sinaliza que a situação de Cueva no Santos pouco mudou. É possível que González retorne à equipe no jogo do próximo sábado, contra o Grêmio, e Cueva assim volte a ficar fora da lista de relacionados.

Contratado no início do ano por R$ 26 milhões vindo do Krasnodar, da Rússia, Cueva tem 17 jogos pelo Santos, sem gols ou assistências. Ele não entrava em campo pelo Peixe desde 26 de maio, quando participou de empate com o Internacional, ainda pela sexta rodada do Brasileirão.

Há um mês, Sampaoli avisou a diretoria santista sobre a intenção de não utilizar mais Cueva no Santos e assim liberá-lo para negociar com outro clube. Recentemente, o presidente José Carlos Peres confirmou a intenção de vendê-lo e disse ter frequentes propostas pelo meia.

Aos 27 anos de idade, Cueva tem encontrado dificuldade para se adaptar ao estilo de jogo do técnico argentino, que prioriza atletas mais equilibrados para defender e atacar em intensidades similares. Sampaoli até havia pedido à diretoria santista a contratação do peruano, mas priorizava o argentino Pablo Pérez, hoje emprestado pelo Boca Juniors ao Independiente.

Mais Esporte