Topo

Pato exalta momento ao lado de Rebeca e vê São Paulo forte para títulos

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
do UOL

Do UOL, em São Paulo

14/08/2019 08h24

O atacante Alexandre Pato disse, em entrevista ao "SporTV", que acredita em um São Paulo forte na busca por títulos com as chegadas de reforços como Daniel Alves e Juanfran. O clube disputa apenas o Campeonato Brasileiro nesta temporada, mas a perspectiva para o futuro, segundo Pato, é boa.

"Quando se acrescenta experiência de vencedores, jogadores desse nível, você ajuda no crescimento de jogadores da base ou aqueles que ainda não tem experiência fora. Eles podem trazer aquilo que eles aprenderam lá fora. Aos poucos, vamos criando um grupo cada vez mais forte, e o professor tem um time forte agora para buscar objetivos grandes. Vamos em busca do título e de dar alegria para a torcida", disse.

"Não podemos esquecer que nosso time está em construção: muitos jogadores chegando, subindo da base, o treinador recém-chegado... É um grupo que pode fazer mais do que a torcida imagina. E a surpresa que prometemos é a vinda de títulos", completou.

Depois de brilhar no clássico contra o Santos com dois gols na vitória por 3 a 2 no último sábado, Pato disse que teve a compreensão do torcedor são-paulino com a irregularidade dos últimos jogos. E aproveitou para celebrar a felicidade fora de campo ao lado da apresentadora Rebeca Abravanel.

"Sempre muito bom fazer gols, mas o torcedor são-paulino tem entendido meu momento, o que eu passei antes de chegar aqui. Estou satisfeito com os gols, mas eu priorizo o coletivo. Faço qualquer coisa pelo coletivo, até jogo no gol. O que mais vale à pena no futebol é a vitória, o título, e é isso que nós vamos buscar", disse.

"Dentro de campo, meu objetivo é sempre ganhar, buscar títulos. Óbvio que a vida que eu levo hoje é diferente. Estou bem, feliz. Ela (Rebeca) tem torcido bastante pelo São Paulo também, a família também. O apoio dela tem sido fundamental", completou.

Por último, Pato disse que torce para a chegada de Mario Balotelli ao Flamengo. "O Balotelli eu conheci na Itália. Ele surgiu um ano depois que eu cheguei. Ele é muito legal. Muito da imagem dele, não é realmente o que ele é. Mas se ele vier, vai ser uma boa. Só não vai fazer gol na gente. Vou mandar uma mensagem para ele, ver se vem mesmo", explicou.

Mais Esporte