Topo

Como Palmeiras se prepara para ter Ramires e Willian nas quartas da Liberta

do UOL

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

14/08/2019 04h00

O Palmeiras ainda tem um jogo pelo Campeonato Brasileiro pela frente, mas já pensa também na Copa Libertadores da América. A comissão técnica montou uma programação especial para tentar fazer com que o meio-campista Ramires e o atacante Willian consigam chegar na melhor forma física para os duelos com o Grêmio nas quartas de final do torneio continental.

Os treinamentos desta semana serão essenciais para saber se a dupla chegará aos jogos eliminatórios contra os gaúchos em boa forma. Ontem, Ramires fez o primeiro trabalho com o grupo após quase 20 dias de afastamento dos gramados devido a uma lesão na coxa direita. O ex-jogador de Chelsea e seleção brasileira se sentiu bem, não se queixou de dores e deve fazer mais treinos completos nos próximos dias.

Já Willian ficou mais uma vez na academia para tentar se livrar de dores e melhorar a preparação física. O atacante ficou muito tempo sem atuar por ter operado o joelho direito e, logo após retornar ao time, emplacou uma sequência que acabou gerando desgaste. No último domingo, ele já havia sido poupado do jogo contra o Bahia.

Willian foi titular novamente contra o Godoy Cruz e jogou pela direita do ataque - Daniel Vorley/AGIF
Willian foi titular novamente contra o Godoy Cruz e jogou pela direita do ataque
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

Se conseguirem treinar com o grupo hoje à tarde, Ramires e Willian passam a ter mais chances de ganhar alguns minutos no compromisso de sábado, às 21h, pelo Brasileirão - curiosamente contra o próprio Grêmio, em Porto Alegre. Esse seria o cenário ideal para a comissão técnica, já que a dupla recuperaria um pouco do ritmo de jogo para a Libertadores.

A volta de Ramires, principalmente, ajuda Felipão a estancar uma sangria que pode aparecer caso Felipe Melo tome uma suspensão pesada pela entrada violenta em Lucca, do Bahia. O elenco tem só Thiago Santos como primeiro volante de origem e as outras opções de segundo volante, Matheus Fernandes e Jean, atuaram poucas vezes na temporada.

No ataque, Willian também ajudaria a tornar o time mais agudo. Sem ele, Felipão tem escalado Zé Rafael ou Gustavo Scarpa, que são meias de origem, pela ponta. Isso tira velocidade e presença de área da equipe, virtudes que Willian consegue acrescentar com mais naturalidade.

Mais Esporte