Topo

Com apenas uma luta no contrato, Paige VanZant promete provar seu valor ao UFC

Ag. Fight

14/08/2019 08h00

VanZant pode se tornar 'free agent' caso não renove seu vínculo com o UFC - Diego Ribas

Paige VanZant vive uma situação parecida com a que Cris 'Cyborg' passou recentemente no UFC - possui apenas mais uma luta prevista em contrato. No entanto, ao contrário da ex-campeã peso-pena (66 kg), a americana tem interesse em renovar seu vínculo com a maior liga de MMA do planeta. E para isso a peso-mosca (57 kg) quer deixar uma última boa impressão para convencer os mandachuvas do Ultimate a prolongarem sua permanência na organização.

Antes, porém, Paige terá que se recuperar de uma cirurgia realizada no meio do ano no braço direito. A americana já possui histórico de lesões na região e, em entrevista ao canal do Youtube 'The Score MMA', detalhou o processo de tratamento que está sendo adotado e aproveitou para estipular uma data para seu retorno aos octógonos.

"É a última luta do meu contrato atual com o UFC, então vou com tudo. Acho que estou curiosa para ver do que sou capaz de fazer. Sinto que quero provar para o UFC o meu valor. Acho que vai levar mais de uma luta para eu provar esse ponto, até porque os fãs são tão... Você é facilmente esquecida no mundo da luta. Eles assistem uma luta e logo depois estão focados na próxima. Então quero estar na mente deles indo para uma negociação de contrato, e não como uma lembrança de braço quebrado", declarou VanZant, antes de falar sobre sua recuperação.

"Ainda não fui totalmente liberada para treinar. Espero ser liberada na quarta para começar a usar mais meu braço. Não devo segurar nada mais pesado que uma xícara de café ou meu celular com a minha mão direita, no momento. Estou bem limitada, então comecei a bater no aparador apenas com a mão esquerda e com as pernas e joelho. Fazendo o máximo que posso, espero ser liberada em breve. Está nos meus planos lutar no final do ano, sem dúvidas", completou a peso-mosca.

Independentemente da rival e da data que Paige retorne, uma vitória é imprescindível para sua permanência na liga. Afinal de contas, a americana vive uma fase irregular no UFC, alternando reveses e vitórias.

 

 

Mais Esporte