Topo

Grêmio muda o tom, admite sondagens e 'expectativa' por venda de Everton

REUTERS/Diego Vara
Imagem: REUTERS/Diego Vara
do UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

13/08/2019 17h58

O Grêmio mudou o tom em relação ao futuro de Everton. Hoje (13), em entrevista coletiva, Romildo Bolzan Jr., presidente do clube gaúcho, admitiu ter recebidos sondagens e também afirmou que uma delas tem chance de virar proposta oficial. O discurso mais aberto à saída do camisa 11 também veio acompanhado da expressão 'expectativa' ao falar sobre a negociação.

Durante as últimas semanas, o Grêmio sempre havia se posicionado com a garantia de que não havia sido procurado por clubes interessados em Cebolinha.

"Estamos tratando do melhor jogador do Brasil, talvez o melhor da América do Sul. O Grêmio tem uma expectativa, o jogador também. Todo nós temos. Seria ingênuo nos movermos pela emoção. O Grêmio tem muitas sondagens pelo Everton, muitas sondagens. Talvez uma delas se confirme como proposta", disse Romildo Bolzan Jr..

Na entrevista, o presidente do Grêmio também confirmou oficialmente que o clube recebeu oferta do futebol chinês pelo jogador. A proposta era de 45 milhões de euros e foi rejeitada.

"Aquela da China foi um dia antes do encerramento da janela e por empréstimo (nota do editor: empréstimo até dezembro e compra dos direitos econômicos assegurada para janeiro). O passo a passo de qualquer sondagem que pode ser significativa, algumas situações a gente identifica que o jogador precisa ser informado e outras não", comentou Bolzan.

O dirigente também comentou o assédio a Everton e Grêmio nas últimas semanas. A participação de agentes e intermediários gerou o posicionamento.

"Nesse momento, está cheio de gente se oferecendo para vender. Se vocês tivessem noção do que é esse ambiente, essa corretagem, veriam como é deprimente. Eu me deprimo em alguns momentos. Mas talvez um dia chegue algo concreto. Tenho para mim que logo em seguida, ali adiante, que vai chegar alguma coisa oficial. E aí vamos avaliar se tem prosseguimento ou não. Não é surpresa nem nada, faz parte o esgotamento do mercado e as idas e vindas. Temos praticamente 20 dias de janela", finalizou o dirigente gremista.

Aos 23 anos, Everton tem contrato com o Grêmio até o final de 2022. O clube gaúcho detém 50% dos direitos econômicos e sonha receber 40 milhões de euros por esse percentual.

Mais Esporte