Topo

Danilo Avelar comemora contrato longo com Corinthians e "segurança" de Gil

Lateral Danilo Avelar, do Corinthians, concede entrevista coletiva no CT Joaquim Grava - MARCO GALVãO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Lateral Danilo Avelar, do Corinthians, concede entrevista coletiva no CT Joaquim Grava Imagem: MARCO GALVãO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
do UOL

Flavio Latif e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/07/2019 11h39

Danilo Avelar fez questão de comemorar o "contrato longo" fechado com o Corinthians. Após um ano de empréstimo, o lateral-esquerdo foi comprado em definitivo do Torino, da Itália, e assinou o novo vínculo ontem por três temporadas.

"Evidente que estou muito feliz e realizado. Foi um dos objetivos que tracei aqui, almejar títulos e conseguir um contrato por vários anos. Me sinto realizado e, de certa forma, o meu trabalho foi reconhecido", afirmou Avelar.

Além da "segurança" extracampo com os três anos de contrato, Avelar destacou a estreia do zagueiro Gil ao seu lado no setor defensivo como a "segurança" que o time precisava dentro de campo.

Gil, que reestreou pelo Timão na vitória contra o CSA por 1 a 0, no último domingo, atua do lado esquerdo da zaga e, por isso, joga bem próximo de Avelar na linha defensiva.

"O Gil é um cara que não tem que provar nada para ninguém, já teve sucesso no clube. A volta dele dá segurança. Nós, da linha defensiva, estamos seguros. Não que antes não tínhamos segurança, mas com o Gil temos aspectos de força", disse.

Danilo Avelar pertencia ao Torino-ITA e estava emprestado ao Corinthians desde a temporada passada. O clube paulista pagará Avelar, sem entrada, em duas parcelas de 750 mil euros (R$ 3,2 milhões), em junho de 2020 e 2021.

Avelar chegou ao Corinthians no meio do ano passado e teve um início difícil no time alvinegro. Após terminar 2018 bastante criticado por torcedores, principalmente em redes sociais, o lateral deu a volta por cima e foi decisivo em diversos jogos na campanha do tricampeonato paulista deste ano.

O lateral já marcou sete gols pelo Alvinegro em 62 jogos, sendo que um deles foi anotado na final do Campeonato Paulista, diante do São Paulo, em Itaquera.

Mais Esporte