Topo

Ex-lutador do UFC é preso acusado de exploração sexual infantil

Ex-lutador do UFC, Abel Trujillo foi preso acusado de exploração sexual infantil - Jeff bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Ex-lutador do UFC, Abel Trujillo foi preso acusado de exploração sexual infantil Imagem: Jeff bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

16/07/2019 18h30

O ex-lutador do UFC Abel Trujillo foi preso após ser acusado de exploração sexual infantil e obscenidade criminosa. A detenção do peso leve (70 kg) foi feita em 24 de maio, em Broward County, na Flórida, depois de um mandado de prisão ter sido expedido no estado do Colorado, onde o atleta agora está encarcerado.

De acordo com o site da emissora canadense "TSN", que revelou o caso nesta terça-feira (16), foi arbitrada uma fiança de 10 mil dólares (aproximadamente R$ 37,7 mil), que ainda não foi paga. Nesta quinta-feira (18), ele prestará depoimento ao tribunal de Douglas County, no Colorado. Em 2007 e 2009, Abel foi condenado por violência doméstica.

No Colorado, o crime de exploração sexual infantil é descrito como "ter posse, produzir ou distribuir material sexualmente explícito envolvendo uma criança menor de 18 anos". Trujillo, de acordo com documentos obtidos pela emissora, teria sido acusado de ter a posse de material de pornografia infantil. Quanto à acusação de obscenidade, a definição do crime fala em "promoção por atacado da obscenidade".

Se Trujillo for condenado pelas duas acusações, ele pode ser preso por até um ano e meio e ter que pagar uma multa de até 100 mil dólares (aproximadamente R$ 377 mil). No Brasil, há um crime análogo do qual Abel é suspeito. É o Artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que pune com até oito anos de reclusão aquele que "produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente".

A última luta de MMA de Trujillo foi em dezembro de 2017, quando perdeu para John Makdessi por decisão unânime. Ele estava com um confronto marcado para o Battlefield FC 2, em Macau, no dia 27 deste mês, contra o também ex-UFC Will Brooks. Seu substituto será o brasileiro Gleison Tibau.

Mais Esporte