Topo

Fã de Taffarel vai quebrar recorde pela seleção uruguaia em Porto Alegre

Douglas MAGNO / AFP
Fernando Muslera, da seleção do Uruguai, quebrará recorde ao entrar em campo Imagem: Douglas MAGNO / AFP
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

2019-06-20T12:00:00

20/06/2019 12h00

Fernando Muslera tem muito a comemorar. Há 10 anos goleiro titular da seleção uruguaia, quando entrar em campo hoje (20), na Arena do Grêmio, para defender sua equipe contra o Japão pela segunda rodada do grupo C da Copa América, quebrará um recorde no futebol do país. Passará a ser o goleiro que mais defendeu a Celeste na competição. O fã de Taffarel de 33 anos é o retrato de uma equipe que se conhece muito bem.

O treinador do Uruguai é Óscar Tabárez desde 2006. É ele o quem mais vezes comandou a Celeste na história. E foi responsável por começar a chamar Muslera para o gol, três anos depois, em 2009.

Formado no Montevideu Wanderers, ele teve uma temporada no Nacional e quando começou a ser chamado já jogava na Europa. De 2007 a 2011 defendeu a Lazio, da Itália, e em diante protegeu a meta do Galatasaray, da Turquia.

Foi lá que conheceu Claudio Taffarel. Ex-goleiro da seleção brasileira, o hoje preparador de goleiros do time nacional e também da equipe turca, o tetracampeão é um ídolo e amigo pessoal do uruguaio.

"Taffarel é um amigo, uma grande pessoa. É um grande. E também um admirador do Uruguai, vai quase todos os anos para lá, tenho ele como um ídolo como jogador e ainda mais agora como treinador", disse Muslera.

Ao entrar em campo nesta quinta, Muslera se tornará o goleiro uruguaio com mais jogos pela seleção na Copa América. Até então ele está empatado com Máspoli, com 14 partidas pela equipe.

Esta é a quarta Copa América de Muslera, que jogou as edições de 2011, 2015 e 2016 da competição.

O 15º jogo está marcado para as 20h (de Brasília), na Arena do Grêmio. "Estamos todos muito animados pelo nível que temos mostrado. Acho que podemos conquistar coisas grandes com a seleção", finalizou.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente, Muslera disputa a sua quarta Copa América, e não a terceira. O erro foi corrigido.

Mais Esporte