Topo

Uruguaios esbanjam simpatia e atendem torcida após treino em Porto Alegre

Marinho Saldanha/UOL
Luís Suárez atende torcedores do Uruguai no hotel após treinamento do time em Porto Alegre Imagem: Marinho Saldanha/UOL
do UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

2019-06-18T14:36:37

18/06/2019 14h36

A seleção uruguaia está se sentindo em casa em Porto Alegre. Depois do apoio na chegada, na noite de ontem, Luís Suárez e Diego Godín quebraram o protocolo de seriedade após o treinamento de hoje (18) e atenderam os aficionados no hotel da concentração.

Depois de uma atividade fechada no CT Luiz Carvalho, onde não é possível a entrada de torcedores ou sequer aproximação de jornalistas, os jogadores chegaram ao hotel onde estão hospedados até o jogo contra o Japão, quinta-feira, na Arena do Grêmio.

E o protocolo de seriedade, com entrada no hotel isolados dos aficionados e encaminhamento ao almoço, foi quebrado por Godín e Suárez. A dupla deixou o local em uma porta lateral e foi até os aproximadamente 15 torcedores que gritavam por seus nomes. Rapidamente posaram para fotos e receberam carinho dos presentes ali.

Entre eles, crianças, jovens, e uma senhora de 77 anos. Dona Maria Inês (na foto abaixo), que mora em Rivera (Uruguai) e estava acompanhada dos sobrinhos. "Temos parentes aqui em Porto Alegre, viemos de ônibus, visitaremos eles e vamos ao jogo. Ela não vai, mas só de ver a alegria de todos e poder acompanhar um pouco a seleção já está contente", disse Hernan Alejandro, de 39 anos, um dos sobrinhos de dona Inês.

Marinho Saldanha/UOL
Imagem: Marinho Saldanha/UOL

O grupo, que ainda conta com mais dois familiares, volta ao Uruguai - ela a Rivera, na fronteira com o Rio Grande do Sul, ele a Montevidéu - na segunda-feira. Antes, domingo, ele ainda irá "secar" a Argentina contra o Qatar, também em Porto Alegre.

"Sabemos que os torcedores nos apoiam muito, quando jogamos longe do Uruguai, sempre temos torcedores nos apoiando. E quando jogamos agora um pouco mais perto, é lindo de imaginar que eles podem estar aqui nos apoiando. É muito bom e temos que jogar por eles em campo", disse o lateral esquerdo Diego Laxalt.

O clima de proximidade com familiares e torcedores é presente em cada ato da seleção. Familiares de alguns jogadores acompanharam a delegação e estão hospedados no hotel que serve de base à Celeste na capital gaúcha. E sempre que possível, os jogadores cumprimentam e tentam de alguma forma retribuir ao carinho que recebem.

O Uruguai enfrenta o Japão na quinta-feira às 20h (de Brasília) pela segunda rodada do Grupo C da Copa América. Com três pontos, o time de Óscar Tabárez divide o primeiro lugar com o Chile, que ontem venceu o Japão.

Mais Esporte