Topo

Treinador da Venezuela diz que obrigação da vitória é do Brasil

2019-06-17T23:21:00

17/06/2019 23h21

Salvador (Brasil), 17 jun (EFE).- O técnico da Venezuela, Rafael Dudamel, afirmou nesta segunda-feira que sua seleção tem apenas a "esperança" de vencer o Brasil amanhã, na Arena Fonte Nova, pela segunda rodada do Grupo A, e que a "obrigação" é dos anfitriões.

"Nesta terça-feira, o Brasil tem a obrigação e a Venezuela, a esperança (de vencer)", afirmou Dudamel.

O treinador elogiou o Brasil pela sua história e pelo presente da equipe comandada por Tite, e acrescentou que a melhor maneira de respeitar um rival deste nível é tentar vencê-lo.

"Temos que fazer um jogo perfeito para vencer o Brasil, essa é quase a única maneira de vencer. É uma partida onde a Venezuela não tem margem de erro, pois seleções de elite como a que vamos enfrentar não te perdoam", disse.

Dudamel foi questionado sobre o elogio de Tite à seleção venezuelana, da qual afirmou que já faz algum tempo ter "deixado de ser a 'Cinderela da América do Sul'". Ele não escondeu sua satisfação com a evolução da equipe nos últimos anos.

"Há um respeito e um reconhecimento internacional que conquistamos por resultados, sobretudo, por bons desempenhos internacionais e também por ver que cada um dos nossos jogadores estão no exterior e estão bem em seus clubes".

Apesar de reconhecer que a Venezuela não veio ao Brasil para vencer a competição, Dudamel disse eles têm como objetivo de ser uma das surpresas da Copa América. O treinador deixou bem claro que a principal meta é se classificar para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

"A Copa América nos ajuda a continuar crescendo, sem perder a importância do torneio, restando pouco mais de seis meses das eliminatórias, que são nosso principal objetivo. Mas a Copa América é uma competição muito importante", finalizou. EFE

Mais Esporte