Topo

Cormier cita campeão 'zebra' no boxe e sai em defesa dos lutadores gordinhos

Ag. Fight

2019-06-17T13:09:40

17/06/2019 13h09

A vitória do boxeador Andy Ruiz sobre Anthony Joshua no último dia 1º causou enorme espanto no mundo da luta. Afinal, o americano de origem mexicana era tamanho azarão que as casas de apostas chegaram a pagar 17 para 1 antes do combate. Apesar de tamanha 'zebra', há alguém que pode dizer que não se surpreendeu: Daniel Cormier. O campeão dos pesos-pesados do UFC é um defensor ferrenho dos 'gordinhos' no esporte e afirmou, em entrevista ao site 'TMZ', que o nocaute em favor de Ruiz é uma prova de que físico não faz um atleta.

Ao derrotar Joshua, Ruiz conquistou os cinturões da Organização Mundial de Boxe, da Associação Mundial de Boxe, da Organização Internacional de Boxe e da Federação Internacional de Boxe. A vitória foi a 33ª da carreira de Andy, que tem 34 lutas profissionais. Habituado a vencer desconfianças por seu corpo gordinho e atarracado, Cormier destacou o preconceito que existe contra os lutadores acima do peso.

"(O físico) Não importa. Nada disso importa. Não significa que ele trabalha mais duro. Não significa que faz melhor as coisas. As pessoas simplesmente têm a genética que têm", falou.

"Andy Ruiz pode parecer um cara que não tem a melhor forma física visualmente, mas o cara é um atleta. Veja o Instagram dele, sua ética de trabalho. Os pés dele são muito rápidos, as mãos são muito rápidas e ele tem a mentalidade de um matador. É tudo o que você precisa! É uma luta! Se você vê dois caras numa balança e visualmente diz qual deles vai vencer, você é um idiota. (...) Se você quer ver corpos malhados o tempo todo, compre algumas revistas de modelos. É a este mundo que você pertence", completou o americano de 40 anos.

Cormier, inclusive, tem compromisso firmado contra outro atleta bem mais fisicamente privilegiado que ele. É Stipe Miocic, que terá a revanche pelo cinturão dos pesados no dia 17 de agosto, pelo UFC 241. Conforme declarou ao próprio site 'TMZ' neste fim de semana, o confronto contra Miocic deve ser o último de sua carreira profissional.

Mais Esporte