Topo

Guerrero admite que empate na estreia deixa seleção peruana sob pressão

2019-06-15T18:35:00

15/06/2019 18h35

Porto Alegre, 15 jun (EFE).- O atacante Paolo Guerrero admitiu que a seleção peruana ficou sob pressão, após empatar neste sábado com a venezuelana em 0 a 0, na estreia de ambas no grupo A da Copa América, que o Brasil já lidera de maneira isolada.

"É preciso ganhar o próximo jogo. Estamos obrigados a vencer", disse o goleador do Internacional, se referindo ao duelo desta terça-feira, com a Bolívia, que acontecerá no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Se alcançar a marca de quatro pontos, já que anotou um com a igualdade com a Venezuela, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, os peruanos terão boas chances de se classificar, ao menos, como um dos melhores terceiros colocados da fase de grupos. Guerrero, no entanto, lançou um alerta aos companheiros.

"É preciso trabalhar para corrigir os erros", afirmou o experiente atacante.

Após uma rodada completa do grupo A, o Brasil tem três pontos, já que passou pela Bolívia, lanterna, por 3 a 0. Peruanos e venezuelanos vêm logo atrás, com um. EFE

Mais Esporte