Topo

Godín admite sonho de erguer troféu como capitão da seleção uruguaia

2019-06-15T19:15:00

15/06/2019 19h15

Belo Horizonte, 15 jun (EFE).- O experiente zagueiro Diego Godín revelou neste sábado que um dos objetivos que ainda tem na carreira é conquistar um título como capitão da seleção uruguaia, o que poderia realizar neste ano na Copa América, que está sendo disputada no Brasil.

"O maior sonho que posso ter como capitão, como uruguaio, é poder ser campeão com a seleção. Não tem preço, nem nada que se compare. Seria realizar um sonho, e é o que queremos", disse o defensor, que venceu a competição em 2011, mas como reserva, em entrevista coletiva.

Embora garanta que a 'Celeste Olímpica' chega determinada a brigar pelo título, Godín avalia como complicado o desafio nesta edição da Copa América, desde a estreia, amanhã, com o Equador, até os jogos com Japão e Chile, outros integrantes do grupo C.

"Sabemos que encararemos uma chave parelha, competitiva. Vimos nestes primeiros jogos a intensidade com que se joga, a organização tática, como as seleções se respeitam, se estudam. Sabemos que vai ser difícil e concorrido, mas estamos com muita vontade de iniciar o torneio", explicou.

Godín ainda entrou em detalhes sobre a estreia em uma grande competição, ainda mais em um torneio curto, com três jogos na primeira fase, explicando que há sim maiores complicadores na apresentação inicial.

"Obviamente, há nervosismo. Ninguém quer falhar, errar. Todas as seleções querem ganhar e começar bem. Sempre é mais complicado, deixa mais tenso, e o resultado vai definir como se jogará na sequência", concluiu o zagueiro. EFE

Mais Esporte