Topo

Cruzeiro já iguala seu pior início de Brasileiro na era dos pontos corridos

do UOL

Do UOL, em Belo Horizonte

2019-06-13T04:00:00

13/06/2019 04h00

Com a derrota do Cruzeiro por 2 a 1 para o Fortaleza, o time mineiro encerrou a nona rodada com apenas oito pontos somados nos primeiros 27 disputados. Isso significa que a equipe já vive seu pior início de Brasileirão nos últimos 16 anos, desde que o torneio passou a ser disputado no sistema de pontos corridos.

A última vez que o Cruzeiro teve um desempenho tão baixo nas primeiras nove rodadas foi em 2016. Na ocasião, a equipe era comandada pelo português Paulo Bento. Apesar da semelhança, aquela ocasião era ainda pior, já que o time não contava com tantos jogadores badalados e chegou a segurar a lanterna do campeonato. No mesmo ano, a diretoria trouxe de volta Mano Menezes, que voltou da China e afastou qualquer ameaça de rebaixamento.

Das nove partidas que fez, o Cruzeiro perdeu cinco, empatou duas e venceu duas. Até mesmo nos dois triunfos (2 a 1 diante do Goiás e 1 a 0 contra o Ceará) conquistados, a equipe jogou no Mineirão, mas não mostrou um futebol convincente para seu torcedor. E isso já aconteceu há quase um mês.

Outro indício da má fase celeste é que Mano Menezes nunca teve uma sequência tão ruim no comando da equipe, seja em sua primeira passagem ou na atual. Já são nove jogos sem vencer: um pela Libertadores, dois pela Copa do Brasil e seis pelo Brasileiro. Contra o Fortaleza, a equipe fez sua 18ª partida seguida fora de Belo Horizonte pelo campeonato sem sair com a vitória. O último triunfo aconteceu há mais de um ano, vencendo o Ceará no mesmo Castelão. Depois disso, o time só conseguiu bater o América-MG jogando como visitante, mas a partida foi realizada na capital mineira.

Agora, o Cruzeiro terá que aproveitar a pausa para a Copa América para recolocar a cabeça no lugar e voltar a vencer após a volta do calendário brasileiro. Em julho, a equipe voltará a jogar encarando uma maratona de decisões. Além de lidar com as últimas colocações do Brasileiro, a Raposa ainda decidirá sua vida no clássico contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil, e diante do River Plate, pelas oitavas de final da Libertadores.

Mais Esporte